Após protestos ambulantes retornam aos pontos e Prefeitura emite esclarecimento

Ambulantes mantiveram trânsito interditado na sexta-feira, 17

Após a manifestação dos comerciantes informais do centro de Jequié, que perdurou por mais de 6 horas na manhã de sexta-feira (17), inclusive com a interdição das vias de trânsito com barreiras,  logo após tomarem conhecimento através de prepostos da  Prefeitura  de que a Secretaria de Infraestrutura, havia determinado que eles não instalasses barracas, tabuleiros, veículos, galiotas e outros instrumentos de comércio ambulante na área, a gestão municipal voltou atrás e deu permissão para que eles retornassem aos seus locais de comércio às 13h30 de sexta (17), permanecendo até este sábado (18). Na segunda-feira (20) não será permitida a instalação do comércio ambulante e uma nova reunião com equipe da Prefeitura e comissão de representantes dos camelôs será realizada.

Ambulantes tiveram permissão para voltar aos locais de trabalho neste sábado, 18

A título de esclarecimento do assunto,  através da assessoria de Comunicação Social da Prefeitura, foi emitida nota oficial, fundamentada em artigos do Plano Diretor Municipal, com o texto abaixo:

“…após reuniões entre os ambulantes e a Secretaria de Infraestrutura, ficou decidido que um novo local seria proposto para ser utilizado pelos ambulantes e que a lei seria cumprida, mantendo a ordem e o direito dos cidadãos de transitarem livremente nas calçadas e vias públicas de Jequié.

Alguns locais foram propostos para realocação dos vendedores ambulantes para que eles desocupem as vias públicas: os vendedores de hortifruti seriam relocados para a área interna da feira livre no mercado municipal. Foi identificada a existência de barracas abandonadas no mercado. Esses espaços seriam utilizados para estes ambulantes. Os outros de eletroeletrônicos, roupas e afins, ficariam no espaço lateral do supermercado G Barbosa, área já utilizada por eles, só que desta vez com um alvará público, concedido pela Secretaria de Infraestrutura. E os demais ambulantes seriam realocados em terreno ao lado do prédio da agência do Banco Itaú, localizado no entorno da Feira Livre.

A Prefeitura de Jequié reconhece a problemática social que envolve muitas daquelas pessoas, que sobrevivem do seu trabalho. Mas a lei e a ordem devem ser mantidas, ao mesmo tempo em que deve ser levada em conta que muitas delas já possuíram quiosques, barracas e box e venderam. E isto foi detectado durante o cadastramento realizado. Ao mesmo tempo que essa ocupação das vias públicas, prejudica o trânsito, afunilando a passagem de pedestres nas calçadas e prejudica o comércio, com a quantidade demasiada de barracas nas portas das lojas.

Na manhã desta sexta-feira, 17/03, com todos os ambulantes já devidamente notificados, tendo findado o prazo para que as vias fossem desobstruídas, o município entrou em ação, contando com o apoio da Guarda Municipal e da Policia Militar, procurando ordenar especificadamente o espaço urbano do centro da cidade”.

3 Responses to Após protestos ambulantes retornam aos pontos e Prefeitura emite esclarecimento

  1. Jose junior disse:

    Que absurdo! Apartir deste anúncio a Utual administração perdi sua credibilidade! A lei tem que ser cumpridas sem Jequié . Afinal de contas os pedestres tem que asar nas ruas juntos com os carros? Acorda Jequié.

  2. ANDRE disse:

    parabéns a prefeitura tem que organizar mesmo

  3. ewerton almeida disse:

    Não se deve tomar medidas precipitadas mesmo que sejam justas, pode correr o risco de voltar atrás,e, foi o que aconteceu! Os ambulantes foram retirados das Ruas e a eles foi oferecido espaços no Mini Shooping em frente a CEAVIG. Muitos venderam e hoje o Shooping está na mão até de empresários com três ou quatro boks o que é um absurdo e um “tapa na cara” dos nossos administradores, que a tudo assistiram sem fazer nada.
    Não está fácil resolver esse problema. Tem mais é que punir aqueles que mesmo beneficiados com espaços, abusam e fazem pouco caso das autoridades municipais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *