Morre em Salvador o advogado Mário Alves Filho

Nosso último contato com Marinho dia 21 de outubro de 2016 ao lado do seu XEF/Gurgel

Faleceu em Salvador, o advogado militante da Comarca de Jequié, Mário Alves Filho, que entre os anos 2009 a 2012, exerceu os cargos de Secretário Municipal de Relações Institucionais e Comunicação Social e presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais-Iprej, na gestão Luiz Amaral. Marinho, como era conhecido era natural da cidade de Itagibá, mas residia há muitos anos em Jequié, sendo músico, poeta e escritor. Desde 2005 convivia com problemas de saúde, tendo sido submetido a cirurgias e tinha acompanhamento médico permanente. Era casado com a Sra. Neide Alves tendo  duas filhas, irmãos e muitos amigos. O velório acontece no Ginásio de Esportes Anibal Brito, em Jequié, de onde sairá o féretro às 17h desta segunda (20), no Cemitério São João Batista.

4 Responses to Morre em Salvador o advogado Mário Alves Filho

  1. Zé Luiz Del Sarto disse:

    Prezado Wilson.
    Marinho residia em Jequié no Conjunto dos Bancários.
    Ele estava em Salvador para tratamento de uma infecção respiratória desde o dia 20 de fevereiro no Hospital Santa Isabel onde veio a óbito ontem 190317.

  2. Gilmar Carvalho disse:

    Grande amigo, que DEUS conforte sua família.

  3. ewerton almeida disse:

    O Mário lutou com unhas e dentes e o quanto pode pela sua saúde. Foi vencido pela enfermidade que há muito não lhe permitia participar como era do seu feitio e de sua vontade de todos os movimentos e coisas da nossa Jequié. Músico criativo e dos melhores, poeta, escritor, advogado, político, polêmico, Mário na verdade ao longo dos anos se tornou uma personalidade marcante na vida jequieense. Chefe de família exemplar, pai amoroso, cuidadoso e amigo de muitos. JEQUIÉ perde um dos seus quadros, mais conhecido, estimado e querido na nossa comunidade e alhures. À família enlutada, a seus amigos a nossa Jequié como um todo nossos sentimentos de profundo pesar. Acho difícil poder estar presente como é do meu desejo ao último adeus ao nosso Mário Alves Filho (Marinho) e não podendo me farei representar.

  4. Zé Luiz Del Sarto disse:

    Consertou hein?
    Resposta do Editor: Zé um profissional sério não erra pelo simples prazer de querer errar. Na segunda administração de Amaral o saudoso Marinho iniciou atuando como Procurador inclusive despachou como tal. O prefeito sentiu que havia resistência na Câmara para aprovação do seu nome para o cargo, aí decidiu não fazer a sua indicação; tenho prova disso, apesar de ter confundido na nota que ele tenha assumido a Procuradoria, cargo que exerceria com competência.
    Com relação a estar morando em Salvador. Encontrei com ele no Posto de Badica, estava calibrando os pneus do XEF e perguntei por que estava sumido. Ele me respondeu, “tenho andado mais em Salvador” aí passamos a conversar outros assuntos. Imaginei que estava lá tratando da saúde.
    Daí não entender o porque do espanto e a insatisfação com a informação incorreta que de imediato fiz a correção. Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *