Justiça bloqueia dinheiro destinado ao pagamento de terceirizados da Prefeitura de Jequié

A gestão Sérgio da Gameleira (PSB) inicia o exercício de 2018 com mais um quebra-cabeças para tentar equacionar em relação à quitação de sua folha de pessoal. Os recursos que foram destinados à empresa Terceira Visão para pagamentos de terceirizados estão bloqueados pela Justiça. A empresa que já encerrou o seu contrato com a Prefeitura, é alvo de investigação deflagrada no final do ano passado pela Controladoria Geral da União e Polícia Federal, para apurar indícios de desvio de recursos do Fundef através da contratação de funcionários fantasmas. Não foi confirmado que o bloqueio tenha sido autorizado por conta de desdobramentos da Operação Melinoe. O certo é de que todas as faturas de prestação de serviços emitidas pela Terceira Visão para a Prefeitura de Jequié permanecem bloqueadas, Além de atrasos relativos aos terceirizados contratados a partir de janeiro de 2017 existem ainda pendências deixadas pela gestão anterior.

Comunicado – Às 14h58 de sexta-feira (12), através da Secretaria de Comunicação Social, foi emitido o seguinte nota oficial: “A Prefeitura de Jequié, através da Procuradoria Geral do Município, informa que o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, Vara do Trabalho de Jequié, determinou no dia 11 de janeiro, através de medida cautelar, o bloqueio do pagamento de todas as faturas relativas a empresa Terceira Visão, em virtude de causas trabalhistas que tramitam naquele Tribunal. Diante desse despacho judicial, a Prefeitura de Jequié encontra-se impedida de efetuar o repasse das faturas vencidas a empresa Terceira Visão. O município de Jequié, por meio da Secretaria da Fazenda, reafirma seu interesse em honrar todos os compromissos financeiros com os funcionários terceirizados do município e permanece no aguardo de breves decisões judiciais que possam permitir a liberação dos referidos pagamentos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *