Category Archives: Política

Distritão: Se estivesse valendo em 2016 maioria das Câmaras Municipais teriam composições diferentes no país

Senadores e deputados divergem sobre modelo da Reforma Política para 2018

Se estivesse valendo nas eleições municipais de 2016, o modelo do Distritão, em análise na Câmara dos Deputados, para valer a partir de 2018, em que reconhece eleitos os deputados federais, estaduais e vereadores, que forem os mais votados pelos eleitores, a absoluta maioria das Câmaras Municipais brasileiras não teriam as composições eleitas naquele ano, cujos mandatos estão assegurados até 2020. O sistema vigente em 2016 e, que ainda está valendo, é o da proporcionalidade, em que um parlamentar para ser eleito, tem como cálculo o número de votos que ele recebeu e o coeficiente eleitoral atingido por seu partido ou coligação.

Citando apenas para ilustrar, a atual composição da Câmara Municipal de Jequié, caso em 2016 já estivesse em vigor o modelo do Distritão, a configuração seria diferente, tanto em relação aos integrantes quanto aos partidos: O PTN que tem três cadeiras na Câmara, teria mais um representante; o PSOL que tem dois membros, passaria a ter três; o PSC com um, teria dois vereadores, o PSD que não elegeu ninguém teria dois vereadores, enquanto o PRP que elegeu dois e o PV que elegeu um, não teriam representantes na Câmara. A composição da Câmara de Jequié seria a seguinte: Ramon Fernandes PTN 2778, votos; Zé Simões PHS 2077; Soldado Gilvan  PPS 1975; Ivan do Leite PSB 1884; Fiim PSL 1696; Gutinha PMDB 1640; Joaquim Caires PMDB 1589; Dorival Júnior PRB 1577; Pastoleiro PTN 1527; Marcinho de Marino do Taxi PP 1480; Chico de Alfredo PSD 1414; Admilson Careca PSC 1342; Roque Silva PTN 1305; Guina Produções PSOL 1218;  Ednael Almeida PSD 1192; Sidney Magal PSC 1168; Dr. Cláudio PTN 1166; Adriano Guião PSOL 1164; e Ziel Cavalcante PSOL 1162.

“Chance Zero de disputar o governo em 2018”, diz Jaques Wagner

Jaques Wagner rechaçou de imediato a ideia do Movimento “Volta Wagner”

No início da semana tentou ganhar corpo em Salvador, o Movimento “volta Wagner”, no qual, simpatizantes do ex-governador, acenavam para a possibilidade dele vir a ser candidato na cabeça da chapa majoritária governista, enquanto o atual governador Rui Costa, assumiria candidatura a uma das duas vagas da Bahia, no Senado Federal. Em resumo, a proposta seria de inverter o cenário que vem traçado pelas lideranças petistas baianas. Jaques Wagner, atualmente Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, buscou de imediato conter o ímpeto dos que faziam a defesa desse projeto, revelando para a imprensa da capital, através de sua assessoria, “Chance zero”, sobre essa possibilidade de ele ser candidato a governador em 2018. A defesa da candidatura de Wagner ao governo, feita pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), deputado Ângelo Coronel (PSD), e de seu antecessor, deputado Marcelo Nilo (PSL), apimentou a discussão, que foi contida de imediato, para evitar maior propagação. O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, além de negar qualquer possibilidade de o governador Rui Costa (PT) não ser candidato à reeleição, diz ter “certeza” de que a suposta movimentação foi “plantada” por alguém da base do prefeito ACM Neto (DEM), provável adversário de Rui na disputa pelo Palácio de Ondina em 2018.

Caravana de Lula pelo Nordeste passará por três cidades da Bahia

A viagem de Lula pelo Nordeste deverá ser batizada de “Caravana da Esperança”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia no dia 17 deste mês, uma caravana pelo Nordeste brasileiro, região que conta com maior apoio popular. O petista percorrerá, de ônibus, 28 municípios, passando pelos nove Estados nordestinos. Pela programação, o roteiro terá largada na Bahia, onde participará de eventos nas cidades de Feira de Santana, Cruz das Almas e São Francisco do Conde. O encerramento do roteiro será no Maranhão, em 7 de setembro, apenas seis dias antes de novo depoimento que prestará a Moro. “É uma caravana que exige muito de cada companheiro. Será uma tarefa imensa, quase 22 dias de viagem. É preciso que haja um mínimo de infraestrutura”, afirmou Lula. Ele terá os gastos cobertos pelo partido. Na reunião preparatória, Lula pediu que seja acompanhado por uma equipe pequena nas viagens de ônibus para que possa descansar. Ele justificou a recomendação alegando que já não tem o mesmo fôlego do passado. A ideia, segundo Lula, é que a caravana seja transmitida em tempo real. Serão 3.000 km de viagem. Acompanhado de cerca de dez colaboradores e de líderes locais, Lula passará dois dias em cada um dos Estados.

Leur Jr observado como opção do PMDB para vice na chapa majoritária do DEM

Leur Lomanto Júnior exerce o terceiro mandato legislativo e é líder da bancada da Minoria

“O nome do deputado estadual Leur Lomanto Júnior está sendo observado pelas lideranças do PMDB, como um dos bons quadros do partido para ser indicado para compor chapa majoritária encabeçada pelo prefeito ACM Neto (DEM), nas eleições de 2018, caso recaia sobre a legenda o direito de indicar o candidato a vice-governador”. A avaliação está sendo feita por simpatizantes e correligionários do parlamentar diante do cenário de possíveis candidaturas a serem lançadas, na polarização de enfrentamento com o governador Rui Costa (PT), que postulará a reeleição.

Quando o assunto é o cenário do futebol profissional de Jequié, o deputado Leur Lomanto Jr,, continua a sua queda-de-braço com o comando da Associação Desportiva Jequié-ADJ, de maneira pontual com o presidente do Conselho Deliberativo. Nesta terça, 25, no grupo da torcida oficial da ADJ no whatsapp, Leur Júnior, postou a seguinte mensagem: “Não queria ir para a briga, mas estou realmente sentindo que não querem mais Leur Lomanto e o Pastor Márcio [Cerqueira]!!!Não vou deixar que uma pessoa acabe com tudo que construímos!!!

Rui Costa diz que política e eleições tem a hora certa para serem tratadas

Rui Costa reunido com políticos de vários partidos em Jequié

Ao ser indagado na manhã desta segunda-feira, 24, em entrevista por telefone ao programa Jequié Urgente (93 FM), sobre o seu relacionamento político com o prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), que foi seu adversário local, nas eleições de 2016, o governador Rui Costa (PT), buscou minimizar a questão política do momento, afirmando que quando visita um município para levar ações do governo estadual, “não coloco como ponto de referência se o prefeito daquele município é aliado ou não do governo”, disse. Rui Costa admitiu que foi esteve reunido com o senador Otto Alencar, presidente estadual do PSD e os deputados federais do partido, Antonio Brito e Paulo Magalhães, quando foi buscado um alinhamento com o prefeito de Jequié, que resultasse na vinda de benefícios para a população. Ele citou como exemplo dessa parceria do estado com a prefeitura, a obra de conclusão e a manutenção posterior da UPA, pelo governo do estado e a através da Sudesb, para requalificação do estádio Waldomiro Borges. Na visita feita a Jequié, no sábado, 22, o governador foi acompanhado pela senadora Lídice da Matta (PSB), deputados federais Antonio Brito e Paulo Magalhães, ambos do PSD e Jorge Solla (PT) e dos estaduais Euclides Fernandes (PDT) e Bira Coroa (PT), todos integrantes de legendas da base aliada do governador.

Ex-vereador Deyvison radicaliza e diz que “Jequié está sem comando”

Deyvison caminhou ao lado de Sérgio nas recentes campanhas eleitorais

“Na vida errar é humano, permanecer no erro é burrice. Estarei ao longo da próxima semana externando meu pedido de desculpas ao povo de minha terra. Acreditei e errei, mas temos tempo suficiente para corrigir o equívoco, não sou mais político de mandato, optei por não ser, mas tenho compromisso com minha cidade e a luz da verdade precisa irradiar na terra do Sol”.  O enigmático texto foi postado esta semana em grupos de wathsapp pelo ex-vereador Deyvison Batista, atualmente residindo em Salvador e integrante  da comissão organização estadual do PHS. Quando integrava e tinha muita influência no diretório municipal do PT de Jequié, Deyvison foi um dos responsáveis pela estratégia política que garantiu a vaga de vice-prefeito para Sérgio da Gameleira, na chapa encabeçada por Tânia Britto (PP). Nas eleições de 2016, integrando a grupo denominado G9 foi um dos mentores do projeto que levou Sérgio à atual condição de prefeito de Jequié.

No programa “Tribuna Livre”, apresentado pelo radialista Márcio Lima, na rádio Cidade FM, nesta sexta-feira, 14, o ex-vereador Deyvison, demonstrou estar em lado oposto ao do seu ex-companheiro, detonando críticas duras à administração, que na sua avaliação, “Está faltando comando. O prefeito precisa descer do salto, acabar com a vaidade, assumir o comando e impedir que seus auxiliares conduzam o barco. A gestão não tem condução política”. Mesmo admitindo que o Prefeito ainda pode acertar, Deyvisson alertou para o fato dele  ter tido tempo suficiente para dizer a que veio. “Ele não tem o direito de errar, mas está cercado de bajuladores que o impedem de conduzir o governo, está faltando choque de realidade” sentenciou Deyvisson.

Uma pergunta que não quer calar: O que estaria levando uma duradoura parceria política a se deteriorar em tão pouco tempo?

Roberto Britto admite deixar o PP; caminhos mais curtos são PR ou PSD

Roberto Britto diz que saída do PP está sendo avaliada

O deputado federal Roberto Britto (PP) que em 2018 disputará uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia, admitiu em entrevista ao site Bahia Notícias, em Salvador, que poderá deixar o PP migrando para outro partido ainda não definido. O PSD e o PR, são duas dessas opções. O detalhe em relação ao PSD é que faz parte da legenda, também com domicílio eleitoral em Jequié, o deputado federal Antonio Brito, adversário político de RB. O parlamentar diz na entrevista, que ainda não fez “tratativas específicas” para sair do PP. “Nós precisamos sempre estar atento às movimentações da política de maneira geral, como é que tudo está andando. Alguns partidos já me procuraram, já conversei e, até hoje, continuo”, afirmou. Na Bahia a sigla pepista tem o comando do vice-governador João Leão. “No momento, meu projeto é ver se consigo efetivamente ser eleito deputado estadual. Eu quero ficar mais próximo da minha base”, explicou. Na última quarta-feira (12), Roberto Britto juntamente com os integrantes da bancada do PP estadual, deputados federais Cacá Leão, Ronaldo Carletto e Mário Negromonte Jr., reuniram-se com o presidente Michel Temer (PMDB), quando a sigla fechou questão a favor de Temer na votação, no plenário da Câmara, da denúncia por corrupção passiva. Caso algum parlamentar do partido viesse a se posicionar contrariamente ao presidente seria punido com expulsão. Do encontro também participaram o líder do partido na Casa, Artur Lira e o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro. “Não houve pedido de cargos e nem negociação de emendas”, disse Roberto Britto, que ao ser questionado sobre seu posicionamento pessoal, demonstrou certo incômodo em votar a favor do peemedebista, mas se disse impossibilitado de fazer diferente, por querer evitar ser punido pela sigla.

Maria Quitéria confirma sua pré-candidatura a deputada estadual

Maria Quitéria em campo tenta uma vaga na Assembleia Estadual

A ex-presidente da UPB (União dos Municípios da Bahia), Maria Quitéria esquivou o quanto pode às indagações da imprensa sobre o futuro político que estaria traçando para  2018, mas nesse final de semana, ao participar de uma vaquejada no último final de semana, confirmou sua pré-candidatura a deputada estadual. Quitéria que dirigiu a UPB em dois mandatos, conta com apoios do seu sucessor, prefeito Eures Ribeiro, de Bom Jesus da Lapa e do prefeito Ítalo Rodrigo, de Serra do Ramalho, dentre outras lideranças municipais. A pré-candidata defendeu ainda, a renovação da política. “Formamos um grupo de políticos novos, de uma era nova e isso mostra que a renovação da política se faz necessária. A experiência da política que vem acontecendo no nosso estado e no país, mostra que precisamos nos voltar ainda mais para a população, porque os municípios foram desvalorizados”. Ela disse ainda que o “fortalecimento local dos municípios” será o “nosso propósito na Assembleia Legislativa”.

Eleições 2018: Governo municipal dividirá prestígio eleitoral com seis candidaturas

Quatro nomes com postulações para Câmara Federal e dois de olho na Assembleia Estadual

Caso não ocorram alterações no percurso, até as homologações das candidaturas no próximo ano, o grupo liderado pelo prefeito Sérgio da Gameleira (PSB) — no qual incluem-se  secretários municipais, vereadores e detentores de cargos comissionados, simpatizantes e os que defendem seus interesses pessoais, dentre outros –, deverá pulverizar seus votos nas eleições proporcionais entre quatro candidatos a deputados federais, três em busca de suas reeleições – Antonio Brito (PSD), Bebeto Galvão (PSB), Paulo Magalhães (PSD) e, o deputado estadual Leur Lomanto Júnior, que já anunciou sua pré-candidatura à Câmara Federal. Para a Assembleia Legislativa Estadual, um pré-postulante ao cargo de deputado estadual, o vereador Soldado Gilvan (PPS) apresentou na tribuna da Câmara,  a sua disposição de concorrer a uma das cadeiras enquanto que, nas hostes do governo ganha corpo, a possibilidade de que o secretário municipal de Educação, Roberto Gondim, tenha em breve seu nome lançado como pré-candidato a deputado estadual. Será um teste de fogo para avaliar o prestígio político-eleitoral de Sérgio e de seus comandados, em meio a um campo minado no qual emergem no curso da campanha, muitos ciúmes e cobranças de apoios de todas as partes e maneiras.

PHS vai instalar Diretório Regional com sede em Jequié

Eduardo da Pax presidirá o PHS regional com articulação do ex-vereador Deyvison Batista

No próximo dia 31 de julho, o Partido Humanista da Solidariedade (PHS), estará criando seu Diretório Regional com sede na cidade Jequié. A representação regional do PHS, terá como presidente o empresário  Eduardo Alves Pereira, “Eduardo da Pax”, figura bastante conhecida na cidade por sua competência empresarial e também pela sua atuação social. Atualmente o PHS é base do Prefeito Sérgio da Gameleira e tem como líder no Legislativo o Vereador Zé Simões. Regionalmente o PHS já faz parte da base do prefeito Olival Andrade em Itagí, através do seu presidente municipal, Elton Bispo. Liderando a condução política e tomando posse na Executiva Estadual, também no dia 31 de julho, o ex-vereador Deyvison Batista.O atual presidente estadual Júnior Muniz fará parte em breve da Executiva Nacional. O objetivo do PHS baiano é o fortalecimento do Humanismo e de um jeito novo de fazer política, onde buscar soluções inovadoras para os problemas sociais é o foco principal. “O PHS surge como uma excelente alternativa política para novas e atuais lideranças, sendo um partido novo, onde o crescimento nacional, Estadual e Regional tem que vir junto com à ética e a boa política”, enfatiza o ex-vereador Deyvison.