Governador anunciou o nome do novo Secretário da Fazenda

Luiz Alberto Petitinga, tomará posse na Sefaz na próxima semana

O governador Jaques Wagner anunciou na sexta-feira (13) o novo titular da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) o economista Luiz Alberto Bastos Petitinga, que substitui o ex-secretário Carlos Martins  que esteve à frente da Sefaz por mais de cinco anos e se afastou para concorrer às eleições municipais deste ano, na condição de pré-candidato do PT à Prefeitura de Candeias.  Desde então, o subsecretário Carlos Alberto Batista estava no cargo interinamente.  Luiz Petitinga é presidente da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia). Ele é mestre em Economia pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), professor universitário e também trabalhou no Desenbanco, atual Desenbahia, além da Secretaria Estadual de Planejamento. Informações do Correio

Presidente da UPB pede punição para quem tentar driblar a legislação eleitoral

Presidente Luiz Caetano abriu encontro na cidade de Irecê

Na abertura dos trabalhos do Fórum de Debates sobre Legislação Eleitoral e Condutas Vedadas,   sexta-feira (13), na cidade de Irecê, o prefeito de Camaçarí,  Luiz Caetano, presidente da UPB, deixou bem clara a postura da entidade quanto aos “expertinhos” que tentarem driblar a legislação eleitoral durante a campanha. Segundo ele, o propósito desses encontros não é o de  ensinar como driblar a lei, mas ensinar o certo. Quem quiser burlar a legislação tem que ser punido mesmo. Defendo essa posição do TRE. Por isso criamos esta caravana para orientar os pré-candidatos sobre os aspectos da legislação eleitoral”, afirmou.

O presidente da UPB  exemplificou o cenário que surge, após a eleição, num município onde houve erros eleitorais. “Assim que sai o resultado a oposição vai para as ruas dizendo que o outro candidato ganhou, mas não é diplomado. Aí o fuxico se espalha pelo município. No dia que é diplomado, a oposição diz que é diplomado, mas não toma pose. E no dia que toma posse, a história é que foi diplomado, mas não governa. Para evitar esses problemas devemos fazer uma campanha limpa e dentro do que lei exige”.

Na próxima quarta-feira (26), a União dos Municípios da Bahia (UPB) e o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) se unem mais uma vez para a realização  no Centro de Convenções, das 09h às 17h, de um encontro,  com inscrições gratuitas no local,  de orientação para os gestores municipais sobre prestação de contas em encerramento de mandato. “É vital que todos os prefeitos e suas equipes participem, pois se houver problema no encerramento do mandato, os municípios podem ficar impedidos de receberem verbas da União e do Estado, o que inviabiliza a gestão de qualquer prefeito. Por isso não vacilemos neste momento. Vamos entregar a prefeitura para o próximo prefeito com a casa arrumada para que nossa cidade possa continuar crescendo”, destacou Caetano.

Inaugurada filial do Sicoob na cidade de Jaguaquara

Presidente do Sicoob/Jequié Renan da Guarda ladeado pela presidente da nova filial Gabriela Nascimento e o Frei Retevalter Brito, que abençoou as novas instalações

Inaugurada na noite de sexta-feira (13), a filial Sicoob (Cooperativa de Crédito), Jaguaquara, instalada na Rua D Pedro II, no  centro da cidade.  A  solenidade foi aberta com a benção das instalações pelo Frei Rutevalter Brito, pároco da Igreja Matriz e presidida por Renan da Guarda, presidente do Sicoob/Jequié, que esteve ao lado da presidente da nova filial, Gabriela Nascimento. Em entrevista ao repórter Marcos Frahm (93 FM), Renan da Guarda, falou sobre a satisfação da chegada da instituição em Jaguaquara, tendo ressaltado que a cooperativa bancária difere dos bancos convencionais na medida em que oferece um tratamento diferenciado e que o associado é o dono do negócio, participando dos lucros obtidos no exercício. Segundo ele, na Bahia são atualmente 25 agências, seguindo as normas e tendo a garantia do Banco Central. Renan explicou ainda que o Sicoob inicia as atividades em Jaguaquara com aproximadamente 30  contas abertas o que representa um bom incentivo. “A cooperativa bancária oferece aos associados os mesmos serviços dos demais bancos, além da abertura de conta, a concessão de empréstimos, custódia de cheques, descontos de duplicatas, poupança etc”, explicou. Uma comitiva de Jequié prestigiou a inauguração, representada pelo vice-presidente do Sicoob Oscar Navarro, presidente e vice da Associação Comercial e Industrial, respectivamente Jair Cardoso e José Marcos Andrade, presidente da CDL/Jequié, Marcos Roberto, presidente da Associação Jequieense de Imprensa, Emanuel Andrade, presidente do Rotary Rogério Silva Brito, e os empresários Francisco de Souza Mota (Jequié Tintas) e Antonio Silva Novaes (Móveis Star). A comunidade de Jaguaquara prestigiou a inauguração, nas pessoas do Dr. Giuliano Martineli, que representou o prefeito Ademir Moreira, o presidente da Câmara Municipal, Raimundo Louzado, presidente da CDL de Jaguaquara, Maria Noeli,  o presidente do Rotary, Ciro dos Santos da Costa, além de associados,  empresários locais e a imprensa.

Prestigiada a chegada do Sicoob em Jaguaquara

 

REDA: Sinserv pede que Prefeitura cumpra Lei 1.215 de 1991

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jequié e Região-Sinserv, através do ofício nº 131/2012, assinado pela presidente Maria Neide Cruz Sampaio, protocolou na sexta-feira (13), na Secretaria Municipal de Governo, requerimento no sentido de que a Prefeitura de Jequié, cumpra o estabelecido na lei 1.2015 de 2 de outubro de 2001 [coincidentemente sancionada no primeiro mandato do atual prefeito Luiz Amaral], “isentando do pagamento de taxa de inscrição em concurso público no âmbito dos poderes municipais, candidatos que estejam desempregados e trabalhadores que recebam remuneração  no valor de até dois salários mínimos”.  No pedido de aplicação da lei, o Sinserv cobra do poder público municipal,  a devolução dos valores  pagos por candidatos que se enquadrem na mencionada lei e que se inscreveram na recente seleção pública destinada ao preenchimento de 228 vagas no quadro de pessoal da Prefeitura de Jequié.

Salário mínimo subirá para R$ 667 em 2013, estima governo

Até 2015, valor pode chegar a R$ 803, de acordo com o crescimento do País

O governo federal encaminhou ao Congresso Nacional o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que aponta um crescimento de 7,3% no valor do salário mínimo, que será de R$ 667,75.  O impacto do aumento nas contas públicas ainda não foi divulgado. A estimativa é baseada na regra padrão para cálculo do salário, somando-se o PIB do ano anterior, que foi de 2,73%, e a inflação, que foi de 4,5%.  Como o Ministério do Planejamento estima um crescimento real do PIB em 5,5% em 2013, que deve se manter nos próximos anos, o salário mínimo poderá passar para R$ 729,20 em 2014 e R$ 803,93 em 2015. O documento enviado ao Congresso prevê ainda um crescimento de 5,5% do PIB, um aumento de um ponto percentual em relação à meta de 2012, e queda de 0,2 pontos da inflação acumulada, que deverá de 4,5%.  De acordo com a ministra da pasta, Miriam Belchior, a estimativa otimista do governo deve-se à provável recuperação do mercado mundial até o ano que vem.

Garanhuns-PE: Trio esquartejava mulheres e vendia empadas com carne humana

Bruna Cristina, Jorge Beltrão e Isabel Cristina teriam criado uma seita macabra, cujo objetivo seria “conter o avanço da humanidade”

A Polícia Civil de Pernambuco revelou que uma das três pessoas acusadas de matar e praticar canibalismo em Garanhuns-PE recheava empadas com carne humana e as vendia nas ruas da cidade. A revelação foi feita na sexta-feira (13) pelo delegado Wesley Fernandes, que está à frente do inquérito que investiga a seita e os supostos crimes praticados pelos acusados, que foram detidos na quarta-feira (11). Pelo menos três mortes em rituais macabros são atribuídas ao grupo, que mantinha um triângulo amoroso. Segundo o delegado, a vendedora de empadas seria Isabel Cristina Pires da Silveira, 51. Ela confessou em depoimento que colocava restos da carne humana das vítimas nos salgados vendidos pela cidade. Além de Isabel, também foram presos Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 50, e Bruna Cristina Oliveira da Silva, 25. Eles são acusados do assassinato de duas mulheres em Garanhuns que tiveram os restos mortais encontrados no quintal da casa onde o trio morava. As duas estavam desaparecidas desde o início do ano. Além das duas mortes em Garanhuns, a polícia informou acreditar que o grupo é autor de outro crime, ocorrido em Olinda –região metropolitana do Recife–, em 2008. Além de matar, eles comiam a carne porque acreditavam na purificação. Parte da carne era servida a uma criança de cinco anos que morava com o trio e que seria filha da primeira vítima, Jéssica Camila, então com 17 anos. Uma das acusadas, Bruna usava os documentos de Jéssica e chegou a fazer compras usando identidade falsa em lojas de Garanhuns. Com informações publicadas no  UOL

Policial de Jequié morre vítima de disparo acidental em Poções

Ana Maria teria sido atingida por disparo acidental

A policial militar Ana Maria Marques Costa, 24 anos, jequieense lotada na 79ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) da cidade de Poções, morreu após ter sido baleada acidentalmente  no interior da unidade militar. De acordo informações da PM, o sargento Luciano Reis Oliveira, colega de plantão da vítima, foi manusear o armamento da PFem, um revólver Taurus, calibre 38, quando ocorreu o disparo atingindo-a na virilha. Aninha Marques, como era conhecida por familiares e amigos mais próximos, foi levada por uma ambulância do SAMU, para uma unidade de saúde em Vitória da Conquista, onde deu entrada ainda consciente mas, veio a falecer após procedimento cirúrgico.  Após receber assistência em face do abalo emocional, o sargento Luciano foi preso  devendo ser apresentado à Corregedoria da PM, afim de prestar esclarecimentos. A PM vai instaurar  Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar o fato. Ana Marques, era casada com o Soldado PM, Vanderley, residente em Jequié, também conhecido pelo apelido de Xôxo.

Família de gerente bancário da cidade de Maragogipe sequestrada em Jequié

A família do gerente do Banco do Brasil de Maragogipe, no Recôncavo baiano, foi sequestrada na última  quarta-feira (11) em Jequié, para obrigar o funcionário a ir à agência e retirar dinheiro para o resgate. Os criminosos dividiram-se em dois grupos. Uma parte invadiu a casa dos parentes do bancário e a outra o abordou em Maragogipe no início da manhã, antes da abertura da agência. De acordo com o titular da delegacia da cidade, Adeilton Pereira, alguns moradores afirmaram ter visto um carro com pessoas não conhecidas, mas o gerente entrou sozinho no banco. Segundo o titular da unidade, o gestor do BB foi ao encontro do grupo em Jaguaquara,  a 54 km de Jequié, onde a família foi liberada mediante pagamento do resgate. A quantia entregue não foi divulgada. Informações publicadas no Bahia Notícias

Delegada dá voz de prisão a acusado de assassinar vendedor da Soldisbel

Apesar de acusado por testemunhas do crime, Lambão nega participação na morte do vendedor David Júnior (foto DRFR)

Após várias diligência realizadas por investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Jequié, à procura do principal suspeito de praticar o latrocínio (matar para roubar) contra o vendedor David Vidal Júnior,  da empresa Soldisbel (Nova Schin), a fato ocorrido no último dia 5, foi preso na manhã de quinta-feira(12),  Emanuel Lima Santos, apelidado de Lambão.  Ele é acusado de ser autor do  crime e  após apresentar-se na Delegacia, acompanhado do seu advogado, para prestar esclarecimentos e participação no crime, mesmo negando a autoria do delito, com o álibi de que estava trabalhando numa fazenda em Lafaiete Coutinho, na data e horário que ocorreu o crime, a Delegada Titular Grazziele Quaresma deu voz de prisão ao mesmo, em cumprimento ao Mandado de Prisão Temporária, que já havia sido solicitado, com base nas provas constantes dos autos.

Justiça proíbe publicação de livro que diz que Lampião era gay

 A Justiça proibiu o lançamento do livro “Lampião Mata Sete”, de Pedro de Morais, que afirma que o cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva era homossexual. O juiz Aldo Albuquerque, da 7ª Vara Cível de Aracajú tomou a decisão com base no artigo da Constituição Federal que protege a inviolabilidade da individualidade das pessoas. Essa é a segunda decisão do magistrado, que manteve a proibição da publicação do livro. Em novembro do ano passado, através de uma liminar, Albuquerque proibiu a publicação da mesma obra. Para o juiz, a publicação de assuntos que tratam sobre a sexualidade do cangaceiro não é de interesse público e que se o livro apenas versasse sobre os crimes cometidos por Lampião, não teria sido proibido. A filha única do ex-cangaceiro, Expedita, autora da ação na Justiça, afirmou que, além de afirmar que Lampião era gay, também diz que sua mãe, Maria Bonita, era adúltera. O juiz determinou uma multa de R$ 20 mil em caso de descumprimento da decisão.  As informações do site UOL.