Tiririca usou dinheiro público na tournée que fez ao sul da Bahia incluindo o show em Jequié

Tiririca disse que sai da política envergonhado mas não deixou de usufruir de dinheiro público

No dia 6 de abril deste ano, o  secretário de gabinete Loianne Lacerda, usou dinheiro da cota dos assessores  do deputado Tiririca (PR-SP),  para comprar passagem  aérea com destino a cidade de Ilhéus. Na mesma data o humorista Tiririca também embarcava de São Paulo com destino a Ilhéus. Somadas, as passagens custaram R$ 2.205,58 (R$ 1.102,79 cada). O deputado se apresentou em Ilhéus dois dias depois (8 de abril). Mas já no dia seguinte à viagem, 7, teve show em Jequié e no dia 9, Itabuna. Ao discursar pela primeira vez na tribuna da Câmara no último dia 6, o deputado federal Tiririca afirmou que deixaria a política “triste para caramba” e “com vergonha” pelo que acontece no Congresso. No entanto, o parlamentar usou dinheiro público para comprar passagens aéreas para ele e seus assessores, com destino a locais em que se apresentaria como humorista. O recurso para financiar as viagens de Tiririca saiu da cota parlamentar, “destinada a custear os gastos dos deputados exclusivamente vinculados ao exercício da atividade”, conforme consta no site da Câmara. Portanto, é permitido que o congressista use a verba para pagar passagens relacionadas ao mandato. Mas não para fins pessoais.

Em 11 de agosto deste ano, o deputado pagou R$ 2.746,52 com destino ao Aeroporto Regional do Vale do Aço, em Ipatinga (MG). Naquele mesmo dia, Tiririca se apresentaria em Teófilo Otoni (MG), cidade próxima, às 20h30. Já no dia seguinte, 12, o show seria no próprio município de Ipatinga. No dia 3 de maio, foi emitida uma passagem no valor de R$ 2.045,38 em nome de Loianne com destino ao Aeroporto Senador Petrônio Portella, em Teresina, capital do Piauí (PI). Tiririca se apresentou em Piripiri (PI), Picos (PI) e Teresina (PI) logo depois, nos dias 5, 6 e 7, respectivamente.Ainda em maio, dia 9, após as datas dos shows de Tiririca no Piauí, foi emitido um bilhete aéreo em nome de Loianne com destino ao Aeroporto de Aracaju, capital do Sergipe. A passagem custou R$ 2.027,69. E naquela mesma data, o deputado também teve um bilhete emitido para si, com o mesmo destino, por R$ 1.785,69. Dia 14, apresentou-se em Aracaju.Já João Júnior, também assessor de Tiririca, teve bilhete aéreo emitido no dia 6 de outubro. O voo saía do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino a Brasília. Naquele mesmo dia, Tiririca tinha apresentação prevista para 21h na capital fluminense. A valor da passagem foi R$ 934,90. (Correio Braziliense)

Presidente nacional do PSB “exige” candidatura de Lídice ao Senado

Carlos Siqueira afirmou que Lídice da Mata será candidata ao senado independentemente do cenário a ser desenhado

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (11), que a senadora Lídice da Mata será candidata à reeleição independentemente de haver vaga na chapa do governador Rui Costa ou não. Siqueira foi categórico: este é um dos motivos de estarmos aqui hoje. É uma exigência partidária a candidatura de Lídice ao Senado. “Pode ser (uma candidatura) com a liderança do governo do estado ou com outra, mas ela será candidata. É uma aliada do governo estadual em todos os planos. Esperamos que possa ter esse reconhecimento, inclusive, da necessidade de manter as forças políticas do estado”. “A nossa indicação, embora os estados tenham liberdade para fazerem as próprias coligações, é que seja mantida a coligação. Se vai ser candidato a governador que se mantenha o grupo”. A senadora Lídice da Mara disse  que não pretende mudar de campo político. “Pretendemos continuar com Rui. Não estamos especulando uma passagem, mudança de campo. De jeito nenhum”.

Projetos Esportivos da Cipe Central homenageados pela Federação de Judô

Projeto esportivo “Caminhos do Vale ” da CIPE CENTRAL obteve o reconhecimento da FEBAJU

O trabalho social desenvolvido pela Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central destinado a crianças carentes de Jequié foi homenageado, no sábado (9), pela Federação Baiana de Judô (Febaju). O evento ocorreu, no auditório do Centro Pan Anamericano, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador. As atividades esportivas de judô e jiu-jitsu oferecidas pela Cipe Central por meio do projeto ‘Caminhos do Vale’ foram classificadas pela Febaju como um dos melhores projetos sociais de 2017.  A solenidade homenageou autoridades, personalidades e atletas (judocas) que se destacaram neste ano.

O ‘Caminho dos Vales’ que atende mais de 80 crianças com idade de 6 a 10 anos é coordenado por militares da unidade policial, na sede da Cipe, dias de terça e quinta-feiras. O comandante da Cipe Central, faixa preta em judô, major Fábio Rodrigo, falou da importância da homenagem para ele enquanto líder, oficial e ser humano. “Para nós da Polícia Militar essa homenagem é um grande prêmio de reconhecimento. Mas acima de tudo, é uma forma de demonstrar que é possível sim integrar uma tropa especializada e ainda ter tempo para ajudar o próximo. Isso nos engrandece como ser humano e nos enobrece como cidadão”, declarou. Além das atividades nessas modalidades de esporte, a equipe também ministra palestras para crianças e adolescentes e, participam de datas comemorativas realizadas por escolas do município jequieense.

Desativação da Escola Lagoa Dourada provoca inquietações

Prédio da Escola pertence à Igreja Católica que solicitou devolução

A Escola Municipal Lagoa Dourado, não se manterá em atividades a partir do exercício de 2018. A Igreja Católica do Joaquim Romão, solicitou a devolução do prédio cedido à Prefeitura para funcionamento da escola. Diretores, funcionários, pais e alunos da comunidade já foram comunicados. O alunado da Lagoa Dourado, pelo critério de série e idade serão transferidos para os colégios municipais Ademar Vieira, Aurino Nery, Professor Brito e Presidente Médice.

Através das redes sociais muitas pessoa tem se manifestado descontentes com o encerramento das atividades da Escola Municipal Lagoa Dourada. Uma docente inclusive, lamentando a extinção da escola, divulgou dois importantes projetos desenvolvidos na escola, o Baú Brincante (pesquisa em cooperação entre o Programa de Pós Graduação em Educação PPGE\UFBA e a Universidade Paris XIII, Sorbonne, desenvolvido pela UFBA\UESB\UNEB, coordenado por Cristina D’Avila; desenvolvido por Marilete Calegari Cardoso e Antonete Xavier e a segunda pesquisa de doutorado: Catadores do brincar, com o grupo de professores, diretores e as crianças da Lagoa Dourada. Clamando para que se juntem e apoiem a manutenção, a professora afirma “Essa escola é um espaço aberto, um lugar de vida, de aprendizagem, uma escola de excelência”, diz.

Consultado pela reportagem, o padre Raimundo, da Paróquia de Nossa das Graças (Joaquim Romão) informou que o pedido de devolução do imóvel foi feito desde o ano passado à Prefeitura para ser implantado no local um Centro de Formação.

Prefeitura deveria repensar um projeto de utilização das Velas Culturais em 2018

Vela Cultural do Joaquim Romão relegada ao desprezo e abandono

A gestão Sérgio da Gameleira (PSB) deveria se dedicar a partir de agora até o final do primeiro trimestre do próximo ano, a elaboração de  um projeto público que resulte no reaproveitamento das edificações denominadas “Velas Culturais”, que permanecem sem utilização nos três últimos governos.

Situação do espaço interno da Vela do Joaquim Romão

São no total  cinco edificações situadas na área urbana de Jequié, praças do Viveiro, Mandacaru, Joaquim Romão,  Agarrajão, Bíblia (essas duas últimas no Jequiezinho). Esses equipamentos começaram a ser  construídas em 1997, primeiro mandato do então prefeito Roberto Britto e, tiveram função capital na iniciação de muitos jovens e adultos no mundo da informática e da internet. Dentre outras maneiras de reaproveitamento desses equipamentos públicos que estão desativados há vários anos, deveria a gestão municipal utilizando-se de recursos do precatório do Fundeb, investir na área educacional, através de parceria de cooperação técnica com a Universidade Estadual do Sudoeste-Uesb, transformando esses espaços em pontos de leitura informatizados, dentre outras alternativas a serem avaliadas, inclusive voltados para o setor cultural.

Vela Cultural Waly Salomão, no Mandacaru: Igualmente desprezada

É incompreensível e inaceitável que o dinheiro público seja tratado desta maneira. Os prédios das cinco Velas Culturais (uma sexta foi construída na gestão do ex-prefeito Reinaldo Pinheiro, no distrito de Itajurú) por menor que sejam geram despesas sendo mantidos fechados. Vidraças estilhaçadas, servindo como ocorre na existente ao lado do Terminal Rodoviário, de abrigo para andarilhos e usuários de drogas, que também utilizam o espaço para satisfazerem necessidades fisiológicas. Na Vela da Praça da Bíblia, no ano de 2016 foi projetada a criação do espaço do empreendedor numa parceria envolvendo Conselho Comunitário, Prefeitura, Sebrae, Associação Comercial e Industrial, CDL e instituições de ensino superior, mas,  não seguiu em frente esbarrando em questões político-partidárias. Lamentável.

Com a palavra a gestão municipal, a Câmara Municipal e os órgãos que representam a sociedade organizada local. Não devemos continuar pagando silenciosos, o alto preço  decorrente da desatenção e da falta de iniciativa e criatividade. (Texto: Wilson Novaes)

 

Guilherme Belintani eleito para presidir o Bahia nas três próximas temporadas

Belintani tem como meta colocar o Bahia entre as 10 maiores forças do futebol brasileiro

O empresário Guilherme Bellintani, 40 anos, foi eleito no sábado (9), presidente do Esporte Clube Bahia com mais de 80% dos votos válidos do pleito. Belintani que na vida pública havia exercido o cargo de secretário de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador (Sedur), contou com o apoio do atual presidente Marcelo Sant’Ana, que desistiu de disputar a reeleição e comandará o Esquadrão pelas próximas três temporadas ao lado do seu vice-presidente, o advogado Vitor Ferraz. O resultado oficial foi anunciado por volta das 19h30, numa disputa em que teve outros três candidatos a presidente do “tricolor de aço”, Fernando Jorge, Abílio Freire e Binha de São Caetano.

Exército destitui general Mourão de cargo por ter criticado Michel Temer

Mourão elogiou a pré-candidatura do deputado e capitão da reserva Jair Bolsonaro

O Exército pedirá ao ministro da Defesa, Raul Jungmann, a destituição do general Antonio Hamilton Mourão do cargo de secretário de Economia e Finanças do Comando do Exército depois que ele afirmou que o presidente Michel  Temer faz do governo Temer faz do governo um “balcão de negócios”, para se manter no poder. Mourão vai ficar sem função à espera do tempo de ir para reserva, em março de 2018. Para o lugar dele, o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, indicou o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira.  Em palestra a convite do grupo Terrorismo Nunca Mais (Ternuma), no Clube do Exército, em Brasília, na quinta-feira (07), o general Mourão elogiou a pré-candidatura presidencial do deputado e capitão da reserva do Exército Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Também voltou a fazer uma defesa da intervenção militar como solução para a crise política no Brasil. “Não há dúvida que atualmente nós estamos vivendo a famosa Sarneyzação (em referência ao ex-presidente José Sarney). O nosso atual presidente vai aos trancos e barrancos buscando se equilibrar e mediante o balcão de negócios chegar ao final de seu mandato”, disse o general.

Em setembro, Mourão falou três vezes na intervenção militar enquanto proferia uma palestra na Loja Maçônica Grande Oriente, também em Brasília. Sobre a pré-candidatura de Bolsonaro, o general Mourão disse: “já é um homem testado, é um político com 30 anos de estrada, conhece a política. E é um homem que não tem telhado de vidro, não esteve metido aí nessas falcatruas e confusões. Agora, é uma realidade, já conversamos a esse respeito, ele tem uma posição muito boa nessas primeiras pesquisas que estão sendo feitas, ele terá que se cercar de uma equipe competente, ele terá que atacar esses problemas todos, não pode fazer as coisas de orelhada, e obviamente, nós seus companheiros dentro das Forças olharmos com muito bons olhos a candidatura”, declarou.

Vereador Regi Silva entrega pleitos ao governador Rui Costa

Regi Silva na entrega do pleito à Primeira Dama Aline Peixoto e ao governador Rui Costa

Presente à solenidade na Câmara Municipal de Jequié, de outorga da Comenda “Dr. Cely de Freitas – Cidade de Jequié”, à Primeira Dama do Estado Aline Peixoto, presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSEB), solenidade prestigiada pelo governador Rui Costa, o vereador Regi Silva, aproveitou a oportunidade para apresentar ao Chefe do Executivo estadual e à presidente das Voluntárias Sociais da Bahia,  diversos pleitos que irão beneficiar a nossa população. O vereador Regi Silva incluiu no rol de pedidos a implantação do curso de Libras, importante projeto que irá oportunizar a inclusão e a acessibilidade da pessoa com deficiência, dentre outras solicitações.

ADJ apresenta projeto 2018 nesta segunda, 11

Nesta segunda-feira (11) às 20h, no Jequié Tênis Clube será apresentado o projeto da Associação Desportiva Jequié (ADJ) para a disputa do Campeonato Baiano 2018, que inclui as apresentações dos membros da comissão técnica, jogadores, material esportivo e o programa Sócio Torcedor. Intitulado “ADJ Meu Time é de Primeira”, o projeto tem como objetivo realizar ações de incentivo para ajudar a ADJ durante a disputa do Campeonato Baiano 2018, visando ter sucesso no Baiano e o acesso a competições regionais e nacionais, dentro de um planejamento estabelecido pela direção do clube. “É hora de aplaudir e apoiar o projeto da ADJ. É um projeto audacioso e que com unidade, comprometimento e participação de todos os jequieenses teremos êxito. Muito importante a presença de todos nesta segunda”, conclama Leur Lomanto Júnior, presidente do clube.

Livro de autoria de Wilson Midlej será relançado na AL-BA

Depois de lançamentos em Jequié e Ipiaú, o livro que conta a história e as lendas sobre personagens da história da região de Jequié, episódios que culminaram com a emancipação política do município, antes vinculado a Maracás, será agora lançado em Salvador, mais precisamente, no Saguão Deputado Nestor Duarte da Assembleia Legislativa da Bahia, a partir das 15h30 do dia 19 de dezembro. Além das autoridades convidadas pelo Cerimonial da ALBA, também foram convidados os jequieense que moram em Salvador e os que se interessam sobre a história de Jequié, Maracás, Ituaçu, Tanhaçu, Ipiaú, Itagibá e Boa Nova, palco dos episódios que envolveram as lutas entre facções políticas. A narrativa aborda acontecimentos ocorridos a partir de 1896 a 1917, acrescidos de anotações da imprensa da época, além de relatos ficcionais.

A obra, editada e produzida pela ALBA CULTURAL, através dos editores Paulo Bina e Déli Pinheiro, com projeto gráfico e execução de Bira Paim e capa de Lula Martins, será adquirida mediante doação de produtos de higiene pessoal que serão cedidos à campanha natalina do Instituto Assembleia de Carinho, presidida por Eleusa Coronel. Cerca de 400 exemplares foram disponibilizados para este fim.