Avó clama por Justiça pelo assassinato do neto

Cê e o companheiro César da Silva, abalados com o assassinato do neto Pierry

Visivelmente abalada com o assassinato do seu neto Paulo Félix dos Santos (Pierry), a comerciante Jucênia Pereira dos Santos, “Cê”, esteve na manhã desta quinta-feira, 22, na rádio 93 FM, onde clamou por justiça para identificação e punição dos dois elementos que assassinaram o jovem com um tiro na cabeça, após tentarem furtar o seu aparelho celular. A mulher revelou que o neto  estudava no turno matutino no Colégio Estadual Fernando Barreto, tendo ela solicitado que no período da tarde ele ficasse tomando conta de um pequeno comércio da família instalado em um dos cômodos da casa, na Urbis III, no Jequiezinho. O menor já havia perdido a cerca de um mês um aparelho celular para assaltantes na Travessa Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, o que em sua opinião, teria levado Pierry à sua reação de tentar desta vez fugir dos assaltantes, sendo que um deles sacou da arma e disparou contra sua cabeça. Cê contou que o neto era um excelente menino, que havia deixado o grupo musical que fazia parte na cidade e, no momento estava se dedicando aos estudos, tendo passado a frequentar a Igreja Cristã do Brasil. Portador de uma deficiência visual, o menor participava do curso de Bombeiro Civil e tinha como sonho encontrar uma profissão que lhe permitisse ajudar no sustento da família. O corpo do menor foi sepultado à tarde no Cemitério São Lázaro, com numeroso acompanhamento e muitas cobranças de que a autoria do crime seja elucidada.

Sete entidades sociais de Jequié recebem doações de eletrodomésticos

Gerusa Ribeiro (blusa preta) na Ajece representou a comissão que idealizou a  publicação do livro

O grupo de jequieenses, maioria dos quais residentes em Salvador, que idealizou a elaboração e lançamento em 2015, do livro intitulado “Jequié, Sol, Histórias e Encantos, foi representado por Gerusa Ribeiro, nas entregas de eletrodomésticos a sete entidades sociais de Jequié. Os bens foram adquiridos com recursos obtidos com a venda dos exemplares e, na manhã desta quinta-feira, 22, foram entregues no SerLivre, Fundação Leur Brito (Abrigo dos Idosos), Orfanato Lar da Criança, Associação Jequieense de Cegos (Ajece), Fundação Frei Luiz, APAE e Fuan. O livro consta de uma coletânea de crônicas e relatos pessoais e familiares, inseridos por   54 coautores, “manifestando o seu amor e dedicação à sua terra natal”.

Lote de eletrodomésticos entregue em cada uma das sete entidades sociais

Foram entregues lotes formados por eletrodomésticos constantes de uma geladeira duplex, fogão industrial de 4 bocas, centrífuga, ventilador, lavadora 13kg. “Foi a maneira encontrada pela comissão encarregada da elaboração do livro de destinar os recursos arrecadados através da aquisição de bens de grande utilidade para as pessoas acolhidas nessas entidades”, explicou Gerusa Ribeiro.

Idosa assassinada em Jequié foi sepultada no distrito de Itajuru

Dona Nil foi vítima de uma trama diabólica

Após ter sido velado na tarde desta quinta-feira, 22, em clima de grande consternação no Velatório Pax Nacional, em Jequié, o corpo da idosa Ivonice Marques Maia, 71 anos, foi levado para o distrito de Itajuru, para sepultamento no cemitério municipal da localidade. Dona Nil como era tratada por familiares e amigos morreu na noite de quarta, 21, no Hospital Geral Prado Valadares, vitimada por cerca de seis perfurações provenientes de arma branca. Ela havia sido encontrada agonizando em um terreno no Parque da Colina. Existem suspeitas dela ter sido vítima de um crime planejado. Dinheiro, um aparelho celular e documentos pessoais foram levados. A polícia já tem em mãos informações de pelo menos dois suspeitos, moradores do bairro São Judas Tadeu, onde a vítima também residia, pessoas que possivelmente teriam  planejado e participado do assassinato. Três adolescentes são igualmente suspeitos de terem sido contratados para a materialização do bárbaro crime. Os familiares, amigos e a comunidade de Jequié esperam da Polícia a elucidação do crime e as prisões de todos os suspeitos.

Índios Pataxós se manifestam sobre impasse em imóvel no Inocoop

Índios fizeram a interdição de rua no Inocoop ateando fogo em materiais usados

Índios da Tribo Pataxó Coroa Vermelha, da cidade de Santa Cruz Cabrália, no extremo-sul da Bahia, desembarcaram em Jequié com o propósito de defenderem a indígena Júlia Maria de Souza, 64 anos, na reintegração e posse de um imóvel  localizado no Conjunto Habitacional do Inocoop , bairro Jequiezinho, onde ela mora há mais de 40 anos, em companhia do irmão Manoel Francisco de Souza e de filhos. O intuito dos indígenas  é conversar com o prefeito Sérgio da Gameleira pedindo a sua ajuda para solucionar o impasse que perdura desde 2014.   Pintados para dança o auê (dança da guerra) em frente da Prefeitura os índios pretendem chamar a atenção do representante do executivo municipal para o problema. Na manhã desta quinta-feira, 22, os índios se reuniram no imóvel e atearam fogo em alguns objetos interditando a rua, sendo necessária a presença de policiais e bombeiros militares com viaturas para contornar os ânimos e desobstruir a via pública. A índia Júlia Maria disse ter recebido recentemente uma ação de despejo do imóvel.

Um casal tem em mãos um documento de compra do imóvel em 2014, por R$ 50 mil, através financiamento na Caixa Econômica Federal.  De acordo com o casal o imóvel estava desocupado quando foi feita a compra com intermediação de um corretor da cidade de Ilhéus.  Os adquirentes do imóvel alegam que no ato de compra verificaram que a casa estava vazia.  Eles também estão de posse de uma  liminar favorável aos compradores legitimando a negociação e que a família da índia teria sido convocada três vezes para uma audiência na justiça mas não compareceram. A advogada de defesa da índia ingressou com outra ação de usucapião, essa que ainda falta ser julga no fórum de Jequié. O casal que tanta solucionar o impasse admite devolver o imóvel desde que sejam ressarcidos do valor pago na compra da casa.

Vereador Colorido defende CPI para apurar denúncias levantadas por colega

Vereador Colorido disse que denúncias precisam ser investigadas por serem de “extrema gravidade”

O vereador Daubti Rocha Guimaraes, “Colorido” (PRP), defendeu na sessão de quarta-feira, 21, da Câmara Municipal de Jequié, a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito-CPI, para apurar as denúncias graves feitas pelo vereador José Simões de Carvalho Júnior (PHS), no último dia 13, em entrevista na rádio 93 FM. Colorido afirmou que as insinuações feitas pelo colega precisam ser investigadas para o restabelecimento da verdade dos fatos. O vereador relacionou como denúncias que precisam ser investigadas, a de que seis funcionários de uma emissora de radiodifusão sejam contratados pela prefeitura; que a Diretoria de Meio Ambiente tenha sido direcionada para a Secretaria de Infraestrutura para atender a interesses pessoais; que existe controle de um secretário municipal sobre a Sumtran, inclusive com a aquisição de guinchos para explorar o serviço e terreno para alugar; que notas fiscais ”frias” tenham sido emitidas por uma empresa para beneficiar detentor de cargo de confiança; que a liberação da obra de um prédio na Rua Santo Antônio, tenha sido feita em troca de “presente” para detentor de cargo comissionado da Prefeitura e, ainda, com base nas denúncias de Zé Simões, que prédios estão sendo locados pelo município para atender aos interesses de terminadas pessoas. O vereador disse que se faz necessária a instalação de uma CPI para investigar essas denúncias, “sob pena de nos tornarmos omissos, como afirmou o Dr. Borges em sua entrevista”.

 

Borginho diz em nota que não tem motivos para atingir ou criticar a Câmara

Borginho diz que não criticou ou quis atingir a Câmara de Vereadores

Foi lido no expediente da sessão desta quarta-feira, 21, da Câmara de Vereadores de Jequié, ofício endereçado pelo empresário Waldomiro Borges Filho, “Borginho”, ao presidente da Casa, vereador Emanoel Campos da Silva, “Tinho”, no qual ele afirma que, “jamais tive e não terei motivos de atingir e criticar o Poder Legislativo de Jequié, porque sempre reconheci nele um sustentáculo maior do progresso e do desenvolvimento de minha terra, a exemplo de meu pai, Waldomiro Borges de Souza, que Prefeito do município manteve uma cordialidade e respeito mútuo por um Poder que representa a autenticidade das aspirações dos jequieenses”. Borginho diz ainda em sua nota, acompanhada de cópia do áudio de sua entrevista em emissora de rádio local, que a afirmação feita foi de que “a Câmara de Jequié se não tomar providências contra um vereador que já foi condenado por instâncias primeira e segunda, por improbidade administrativa – cometida quando no mandato de presidente desta Casa – essa Câmara era e será conivente”. Em seguida ele explica que a frase foi “se não tomar providência”, justificando que não disse ser a Câmara conivente, “mas se não tomar as devidas providências”. Por fim, diz o empresário ter pelo Poder Legislativo “respeito e admiração” e que as suas críticas foram dirigidas àqueles que compondo o colegiado “não se apresenta pelos seus atos e posturas, à altura de pertencê-lo”.

A Moção de Repúdio de autoria do vereador José Simões de Carvalho Júnior, ao empresário Waldomiro Borges de Souza Filho, “Borinho”, esteve pelo segundo dia seguido  inserida na Ordem do Dia, porém não foi submetida à votação em face de outras matérias haver extrapolado o horário de encerramento da sessão.

Bandidos atiram na cabeça de adolescente após tentativa de furtarem o celular

“Pierry” tentou fugir dos assaltantes e foi baleado na cabeça

Um jovem foi assassinado na tarde desta quarta-feira, 21, na Urbis III em Jequié, durante uma tentativa de assalto por dois indivíduos em uma motocicleta, que tentavam tomar o seu aparelho celular. Paulo Félix dos Santos (Pierry), 17 anos, um dos integrantes da banda Turma do Karote de Jequié, caminhava pela rua do bairro onde morava, quando foi  interceptado pelos criminosos que exigiam que ele entregasse o celular. Assustado o jovem tentou se desvencilhar dos bandidos quando um deles sacou o revolver alvejando a vítima na cabeça em seguida tomando rumo ignorado. Policiais Militares foram acionados e juntamente com a equipe do Departamento de Policia Técnica realizaram o levantamento cadavérico, encaminhando o corpo para o Instituto Médico Legal de Jequié. O crime provocou revolta nos moradores que cobram das autoridades uma resposta com a prisão dos culpados.

Idosa esfaqueada e morta – Uma mulher de 71 anos, foi esfaqueada na tarde desta quarta-feira, 21, em Jequié. Ivonice Marques Maia,  Dona Nil, como é tratada por familiares e amigos, reside no bairro São Judas Tadeu e, foi encontrada caída com seis perfurações de faca no corpo, uma delas nas costas. A vítima estava em uma rua do Parque da Colina e foi levada em estado grave para o Hospital Geral Prado Valadares. As primeiras pistas levantadas pela polícia são de que a idosa foi vítima de uma tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte). A vítima foi submetida a cirurgia e permanece sob cuidados médicos. À noite, a idosa não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu. A Polícia confirmou em boletim que ela foi realmente vítima de latrocínio por elementos que roubaram o aparelho celular e uma quantia em dinheiro.

Curso para Radialistas será realizado em Jequié

Luciano Nogueira (ITEP), Everaldo Monteiro (SINTERP-BA) e Aurélio Quadros (IESE) na apresentação do curso

Através de parceria firmada entre as instituições de ensino ITEP e IESE, o Sindicato dos Trabalhadores em Rádio, Tv e Publicidade do Estado da Bahia-SINTERP/BA, estará realizando na área de jurisdição da Delegacia Regional Sul curso para Radialistas. As inscrições para participarem do curso estão sendo realizadas na empresa Eletec (ao lado da Casa Maia). O lançamento do curso aconteceu no auditório da Associação Comercial e Industrial de Jequié-ACIJ, com as presenças do diretor do ITEP, Dr. Luciano Nogueira, do diretor do IESE, Dr. Aurélio Quadros e diretores do SINTERP-BA. O curso será realizado uma vez por mês em finais de semana, com aulas práticas e teóricas. No final do curso o concluinte receberá o certificado que lhe dará direito ao Registro Profissional-RP, junto à Superintendência do Ministério de Trabalho e Emprego, para garantia do exercício legal da profissão. O diretor regional do Sindicato, radialista Josafá Oliveira “Reporter Tatu”, falou do seu empenho em trazer o curso para Jequié e que o primeiro módulo de aulas será no dia 21 de julho.

Com acordo judicial vereador Zé Simões lê retratação aos membros do Observatório Social de Jequié

Vereador José Simões disse reconhecer que “foi infeliz” no comentário direcionados aos membros do OSJ

Cumprindo o que foi determinado em um acordo judicial, o vereador José Simões de Carvalho Júnior (PHS), fez a leitura na sessão desta quarta-feira, 21, da Câmara Municipal de Jequié, de uma retratação pública dirigida aos membros da franquia em Jequié, do Observatório Social do Brasil-OSB. Agradecendo em princípio ao advogado Thiago Del Sarto, que o acompanhou no processo de retratação por injúria, o vereador relatou que em um de seus pronunciamentos “feito de improviso” na tribuna da Casa, rotulou os membros do Observatório Social de Jequié-OSJ, de “vagabundos que deveriam procurar o que fazer”. Em seguida disse reconhecer que o termo usado foi infeliz, “um termo pesado, reconheci o meu erro e assumo minhas falhas e não me refuto a reparar esses erros e pedir desculpas”, disse. Em seguida, após fazer a leitura do termo em que reconheceu o papel do OBJ como instituição social de fiscalização e orientação da aplicação dos recursos públicos nas esferas do poder executivo e legislativo, o vereador concluiu dizendo que nos três anos e meio que lhe restam de mandato, usará a tribuna da Câmara quantas vezes considerar necessárias para questionar o Observatório Social de Jequié e, “isso ninguém irá me impedir”.

Adolescente de 16 anos é assassinado com cerca de 10 tiros em Jequié

O adolescente Luiz Carlos Santos Silva, 16 anos foi assassinado por volta das 0h30, de quarta-feira, 21, no Jardim Eldorado, em Jequié. Elementos em uma moto aproximaram da vítima e dispararam cerca de dez tiros contra Luiz Carlos que foi socorrido para o Hospital Geral Prado Valadares, onde veio a óbito. O fato está sendo investigado pela Policia Cívil.