Em vigor a lei que muda regras para licença médica de servidores

Governador Rui costa sancionou a lei na segunda, 12

O governador Rui Costa sancionou na última segunda-feira, 12, a lei que modifica as regras para concessão licenças médicas a servidores estaduais. A sanção foi publicada na edição desta terça, 13, do Diário Oficial do Estado. O projeto havia sido aprovado no último dia 6 de junho, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). De acordo com o texto, caso o prazo do afastamento por atestado médico seja inferior a 10 dias, se, dentro de 60 dias o servidor se afastar novamente e a soma dos atestados ultrapassar os 10 dias, ele terá acesso a benefício previdenciário a partir do décimo-primeiro dia. Entretanto, deverá ser submetido a perícia pela junta médica do Estado. Ainda segundo a proposta, “para licença até 10 dias, a inspeção poderá ser feita por médico do Sistema Unificado de Saúde, do setor de assistência médica estadual, e de outros estabelecimentos da preferência do servidor, a partir do décimo primeiro dia, através de perícia a ser realizada pela Junta Médica Oficial do Estado”.

Com tradicional brilhantismo encerrada a festa de Santo Antonio de Jequié

Procissão foi acompanhada por milhares de fiéis católicos

A comemoração em louvor ao Padroeiro de Jequié, Santo Antônio de Pádua, está sendo encerrada na noite desta terça-feira, 13, após a procissão com a imagem do Santo e a Benção do Santíssimo Sacramento nas escadarias da Catedral.

A Missa de encerramento foi acompanhada por muitas pessoas

A missa de encerramento do trezenário foi celebrada no final da tarde  pelo Padre Paulo César de Oliveira Assis, Vigário Forâneo da Forania Santo Antonio de Pádua, contando com a presença de grande número de paroquianos e católicos.

Prefeito Sérgio da Gameleira e a primeira dama do Estado Aline Peixoto Costa presentes na missa de encerramento

Casal Sinha e Agenor Júnior recebeu a bandeira para presidir a festa em 2018

Casal Keila e Beto e membros da comissão organizadora da festa deste ano

Líder da maioria hipoteca solidariedade a Zé Simões e estranha “ataques gratuitos”

Soldado Gilvan cobra atitude do prefeito Sérgio “prá não sobrar pro governo dele”

O vereador Soldado Gilvan (PPS), líder da bancada da maioria na Câmara de Vereadores de Jequié, emitiu nota através de áudio nas redes sociais, se posicionando solidário ao vereador José Simões de Carvalho Júnior (PHS), em relação às insinuações feitas pelo empresário Waldomiro Borges Filho, “Borginho”, na segunda-feira, 12, na rádio Cidade Sol FM. O líder da maioria rotula de ataques gratuitos. Soldado Gilvan afirma que enviou documento ao prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), “para que ele tome providências, para que não estoure uma bomba maior, uma crise maior dentro do seu governo, porque vimos como foram gratuitos os ataques, que o vereador José Simões, respondeu à altura, em entrevista na rádio 93 FM”, afirmou. No áudio postado nas redes sociais, que transcrevemos a seguir, Soldado Gilvan faz as seguintes colocações:

“Vejo que o prefeito Sérgio da Gameleira precisa adotar postura imediata em relação às denúncias feitas pelo vereador Zé Simões. É fato notório uma crise que está sendo instalada no governo, onde a base de sustentação do prefeito foi atingida e a Câmara de Vereadores de maneira geral. Nós iremos  cobrar enquanto líder da maioria do nosso prefeito Sérgio, que foi eleito com o nosso apoio, que ele tome providências, inclusive porque as denúncias são graves e o prefeito sinalizou em campanha que não admitiria nenhuma espécie de corrupção em seu governo e que se isso acontecesse o secretário seria exonerado…”

“O Secretário não é por direito de herança do cargo, ele está ali não por ter apoiado a gestão de Sérgio, ele é nomeado por indicação política e tem que prestar conta disso…”

“Não entendi essas pressões que foram feitas e insinuações ao vereador Zé Simões e a cobrança a outros vereadores da base, não entendi qual a motivação que gerou. Vejo que foi de forma injusta e gratuita, foi um chamamento prá briga, prá guerra, notadamente aos vereadores da base e à própria Câmara Municipal e nós estaremos do lado de Zé Simões…”

“O prefeito tem que entrar no cenário prá dirimir esse conflito, prá resolver esse problema, para não pegar para o governo dele, porque a crise já se instalou, isso é fato, a base está insatisfeita, com a postura equivocada de Borginho, que é uma pessoa ligada ao governo, de ir na emissora fazer esses ataques e cobranças  à Câmara de Vereadores”.

Inter recebe multa de R$ 720 mil do STJD e escapa de exclusão da Série B

Ex-presidente Vitório Piffero prestou depoimento no STJD e disse que irá recorrer

O caso da adulteração de documentos do zagueiro Victor Ramos [atualmente jogando na Chapecoense] pelo  Inter, seu ex-clube, teve julgamento na tarde desta terça-feira, na sede do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e a equipe gaúcha  escapou do pior que seria a exclusão da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro desta ano. Denunciado pelo uso de documentos adulterados do jogador, o Colorado foi punido com multa de R$ 720 mil pela 5ª Comissão Disciplinar da entidade. A pena mais severa previa até a exclusão da Série B, de acordo com o Artigo 61 do Código Disciplinar da Fifa. O ex-presidente Vitorio Piffero também foi punido com suspensão de atividades relacionadas ao futebol por 555 dias, além de multa de R$ 90 mil. A decisão foi proferida por unanimidade, em sessão com mais de quatro horas de duração. O presidente da 5ª Comissão Disciplinar, Rodrigo Raposo, ainda pediu a redução da suspensão de Piffero de 640 dias para 555 dias, por ter achado a pena muito severa, a ponto de “inviabilizá-lo politicamente”. Cabe recurso tanto ao Inter quanto à Procuradoria do STJD.  – Não decidimos ainda se vamos recorrer. Vamos aguardar o acórdão e analisar – disse o advogado do Inter Rogério Pastl. O ex-presidente Vitorio Pifferio garantiu que irá recorrer. Globo Esporte

Simões retruca Borges e dispara acusações pessoais

Vereador Zé Simões entrevistado na 93 FM em companhia do assessor Reginaldo Barros

As críticas feitas pelo empresário Waldomiro Borges Filho, em programa jornalístico da Rádio Cidade Sol FM, segunda-feira, 12, mesmo sem que ele tenha citado o nome, mas, claramente direcionadas ao vereador José Simões de Carvalho Júnior (PHS), foram retrucadas pelo edil na manhã desta terça, 13, na rádio 93 FM, para onde ele se dirigiu alegando que não lhe seria dado o direito de resposta na emissora de propriedade do próprio autor das acusações. A crise política gerada pelos dois pronunciamentos que gravitou inclusive pelo campo das  ofensas pessoais de ambas as partes, em se tratando de dois integrantes da base de apoio do prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), estabelece um clima tenso no núcleo político da administração. Waldomiro Filho, Borginho, é o pai do secretário municipal de Infraestrutura, Fabrício Borges, que não ficou isento das críticas do vereador. Zé Simões que iniciou a gestão ocupando o cargo de secretário municipal de Relações Institucionais, retomou o seu sétimo mandato legislativo em maio passado e, integra a bancada da maioria, aliada do prefeito, formada por 10 vereadores. O desfecho das trocas de acusações, é imprevisível e exige do governo nas próximas hora uma atitude firme e decisiva para conter o crescimento do nível de animosidades, inicialmente entre as partes envolvidas, sob pena de que ela perdurando venha a contaminar e desestabilizar outros segmentos diretamente envolvidos no contexto da atual gestão municipal de Jequié.

BR-116: Mulher detida pela PRF em Jequié levando crack para Maceió

Policiais Rodoviários Federais prenderam, na tarde desta terça-feira, 13, a passageira de um ônibus interestadual transportando substância análoga ao crack de Uberlândia/MG para Maceió/AL. O flagrante ocorreu por volta das 14h quando a equipe PRF abordou, no KM 677 da BR 116, em Jequié, um ônibus de transporte de passageiros. Durante a fiscalização no compartimento de cargas do veículo, os policiais encontraram, dentro de uma mala, 4 tabletes de substância análoga ao crack pesando aproximadamente 3,75 kg. A proprietária da bagagem foi identificada, uma mulher de 28 anos, que, ao ser questionada, informou ter sido contratada por um homem no município mineiro de Uberlândia, onde recebeu a droga, e a levaria até a cidade de Maceió, recebendo certa quantia em dinheiro pelo transporte. A passageira foi detida e encaminhada com a droga para a delegacia de polícia judiciária local, onde responderá por tráfico de entorpecente.

Motorista bate carro em poste de iluminação na madrugada do Dia dos Namorados

O motorista  de um gol dourado de placa KLI-5066, licença de Jequié, colidiu por volta de meia noite de segunda-feira, 12, em um poste de iluminação pública na Rua Barbosa de Souza,  fundo do Jequié Tenis Clube-JTC. O impacto da  batida rompeu a estrutura do poste. O nome do motorista do veiculo não foi informado. De acordo com populares que presenciaram o ocorrido, ninguém ficou ferido. Até as 6h40 desta terça, 13, o carro ainda permanecia no local.

Disparo acidental de revolver mata mulher em Dário Meira

Uma mulher morreu na segunda-feira, 12, dentro do Hospital Municipal de Dário Meira, por conta de um tiro acidental no peito.  Luciene Almeida Pereira estava ajudando o motociclista Valter Jesus de Oliveira, que havia se acidentado no distrito de Planalto Íris, quando, ao entrar no hospital, uma arma que estava na cintura do motociclista caiu no chão e acabou disparando na vítima. Luciene morreu no local. De acordo com as informações da Polícia Militar, Valter usava a arma para se defender da violência na roça e que por vezes a carregava quando ia a festas. Ele recebeu atendimento na unidade de saúde e foi encaminhado para Delegacia de Itagibá, onde está preso. Ele responderá por porte ilegal de arma e por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Lúcio Vieira Lima cochila e bate com o carro em poste de iluminação

Carro ficou muito danificado; Lúcio Vieira fraturou costela e o dedo mindinho da mão direita

O deputado federal e presidente do PMDB de Salvador, Lúcio Vieira Lima sofreu um acidente de carro na manhã desta segunda-feira, 12, ao bater em um poste, o veículo de sua propriedade,  um HRV – Honda, na Rua Sabino Silva, bairro de Ondina, em Salvador, ao lado do Vitória Center. O automóvel teve perda total. O deputado que estava dirigindo o carro, admitiu através de postagem na redes sociais, que cochilou. “Graças a Deus, ao air bag e ao cinto de segurança eu quebrei apenas o dedo mindinho da mão direita, o qual devo operar ainda hoje!”, escreveu. Como de costume, o peemedebista não deixou de fazer uma piada do caso: “Estou comunicando para se alguém falar vcs não ficarem nem preocupados nem felizes!”. Lúcio afirmou que que deixou o carro no Abaeté e decolou para Valença, de onde partiu para Teolândia, onde participou da Festa da Banana. Lá, o deputado ficou até mais tarde para assistir aos shows  retornando a Salvador por volta  das 5h. Após exames, ficou constatado de que Lúcio teve uma costela quebrada e fará tratamento com medicação, sem necessidade de imobilização. Com informações do Bocão News

Distrito de Itajuru é estopim de divergência entre políticos da base aliada de Sérgio da Gameleira

Borginho e Simões estiveram lado a lado no projeto político que elegeu Sérgio da Gameleira em 2016

Sem fazer em nenhum momento citação nominal a quem estava direcionando as suas críticas mas, com insinuações explícitas de que o alvo era o vereador José Simões de Carvalho Júnior (PHS), o empresário Waldomiro Borges Filho, pai do secretário municipal de Infraestrutura Fabrício Borges, foi entrevistado na emissora de rádio de propriedade da família, na manhã desta segunda-feira, 12, pelo repórter-apresentador Elton Bispo, dizendo estar revoltado com a ingerência política do vereador, que pertence à base aliada do prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), no distrito de Itajuru.

Borginho que retornou recentemente de viagem ao exterior, começou dizendo que, “não sou aventureiro e não vou lá atrás de votos”. Citou a presença da família desde a década de 1940, com o seu avô e, posteriormente com o seu pai, Waldomiro Borges Filho e, com ele próprio, quando foi Secretário de Obras, enfatizando que a localidade teve origem na fazenda de sua família, tendo citado benefícios que foram colocados em prática e o desejo atual de doar através da Prefeitura, as escrituras dos terrenos hoje ocupados, que são remanescentes da propriedade de sua família. “Tem alguns aventureiros que querem tomar conta do distrito, um vereador que está querendo atrapalhar”. […] esse vereador passou três anos e meio na gestão da ex-prefeita, era quem mandava na Prefeitura, depois abandonou o barco […] encheu o transporte escolar do distrito de pessoas  e o posto de saúde […] tentamos nomear uma pessoa para fazer a limpeza do distrito, ele não deixou. Borginho citou que antes de sua viagem ao exterior recebeu um pedido de moradores da localidade para restaurar a rede de esgotos que estava com problemas e ao retornar foi informado que o serviço foi iniciado mas teve que parar por imposição do vereador,  porque não foi ele que havia pedido. “Isso é um desserviço e, isso me revolta”, enfatizou.

Waldomiro Borges Filho, ainda citou que o vereador ao qual  se referia foi condenado por improbidade administrativa, por unanimidade, em segunda instância no Tribunal de Justiça e, que “poderia inclusive ser preso”, tendo dado explicações sobre a ação em que o vereador foi acusado. “O povo precisa saber da história”, acrescentou. Em seguida, criticou os outros 18 vereadores que compõem a Câmara, por não fazerem nada em relação a esse processo, “demonstrando que são coniventes, eles precisam tomar uma atitude e, todo dia nós vamos perguntar aqui: A Câmara vai tomar alguma providência?”. Borginho buscou defender a gestão do prefeito Sérgio da Gameleira, afirmando que foi encontrada uma prefeitura sucateada, um cáos, “não atrapalhem o prefeito com picuinha política, o vereador quer destruir, desestabilizar os secretários que estão trabalhando pela cidade. Não pode um vereador chantagear o prefeito para nomear pessoas da família”, disse. “Minha revolta é com esse vereador que está atrapalhando a administração de Sérgio e precisa se recolher a sua insignificância, à sua improbidade administrativa”. Próximo do final da entrevista, Borginho disse que no inicio da atual administração fez dois pedidos ao Prefeito, honestidade e não nomear. “Ele cedeu à pressão, à chantagem de alguns vereadores e nomeou mas, ainda dá tempo para colocar o carro no rumo. Ele precisa ter cuidado com esse vereador que abandonou o barco quando estava afundando no governo passado e pode fazer agora a mesma coisa”.

O vereador José Simões de Carvalho Júnior em contato com a nossa reportagem disse que estará buscando espaço na imprensa para responder às insinuações que lhe foram dirigidas pelo empresário.