Jequié com a representante do interior da Bahia no Parlamento Jovem Brasileiro em 2015

Jovens selecionados pelo projeto Parlamento Jovem em 2015

Jovens selecionados pelo projeto Parlamento Jovem em 2015

Desta segunda-feira (21/9), até sexta-feira (25), os 78 jovens selecionados participarão de uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, em Brasília, onde atuarão como deputados federais. A simulação da rotina dos trabalhos legislativos tem o propósito de despertar os jovens parlamentares para a reflexão crítica e representação política por meio da vivência do processo democrático. Entre os seis estudantes selecionados na Bahia, para a 12ª edição do Parlamento Jovem Brasileiro-PJB, está incluída como única representante do interior, Tamires Barreto, aluna do Colégio Estadual Faraildes Santos, do bairro Curral Novo. Os outros cinco estudantes baianos são do Colégio Sesi Piatã, de Salvador.  O projeto de Tamires Barreto, que obteve a 4ª colocação, com o total final de 93 pontos, dispõe sobre o desenvolvimento de políticas para capacitação do jovem para o campo de trabalho, com prioridade para jovens infratores e dá outras providências. O número de representantes jovens por estado e pelo Distrito Federal é feita de maneira proporcional, como nas eleições oficiais. São Paulo, por exemplo, que tem o maior número de deputados na Casa, recebe 11 parlamentares jovens, enquanto o Distrito Federal e o Acre, que têm 8 representantes, recebem 1 representante jovem.

SWS

Governo vai retomar imóveis de beneficiários inadimplentes do Minha Casa Minha Vida

Inadimplência está na mira do governo

Inadimplência nos imóveis do Minha Casa, Minha Vida, está na mira do governo

A Caixa Econômica Federal começou a apertor o cerco de cobrança das prestações atrasadas, dos imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida, passando a ligar e a enviar SMS para os beneficiários após os primeiros dias de vencimento. Esse é o primeiro passo do governo para retomar os imóveis, cujos beneficiários estão inadimplentes há mais de três meses.  Os imóveis tomados não serão levados a leilão [como costuma acontecer nos financiamentos imobiliários], eles serão reincluídos no programa pela Caixa para ser direcionado ao beneficiário na lista de espera. Na época, o Ministério das Cidades informou que o programa não pretendia retomar os imóveis em caso de inadimplência, mas ajudar as famílias a superar as dificuldades financeiras e regularizar o pagamento das prestações. A mudança na postura atinge a faixa 1 do programa (famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil) e, se deve ao agravamento da crise e ao temor da fiscalização dos órgãos de controle, já que 95% dos imóveis são bancados com dinheiro público. A inadimplência da faixa 1 terminou o primeiro semestre deste ano em 22%, dez vezes mais em relação aos atrasos dos financiamentos imobiliários tradicionais. Em comparação às outras faixas de renda do MCMV, a parcela de atrasos acima de 90 dias está em 2%. As regras do programa determinam que as prestações para as famílias da faixa 1 não podem ultrapassar 5% da renda do beneficiário, com valor mínimo de R$ 25 pagos pelo período de dez anos.

Golden Club

Saudável outra vez: Adoçantes o seu veneno em gotas

Dr. Patrick Rocha, médico (CRM-CE 8561), autor, palestrante, pesquisador e especialista em emagrecimento feminino e nutrição. Dr. Rocha tem uma longa e reconhecida carreira como médico. A diabetes é uma doença que vem preocupando médicos e pacientes já que tem se tornado cada vez mais comum entre pessoas de todas as idades. Para quem já sofre com a diabetes tipo 1, tipo 2 ou mesmo com a pré-diabetes existe uma alternativa: o programa Dr Rocha diabetes controlada. Antes de tudo é importante saber que a diabetes trata-se de uma doença em que o corpo não produz a quantidade necessária de insulina para transportar a glicose para as células ou então não consegue utilizar corretamente a insulina produzida.

SWS

Concursos já autorizados estão mantidos, garante Ministério do Planejamento

Vagas asseguradas estão previstas na LOA de 2015, que limita teto de 45.582 cargos

Vagas asseguradas estão previstas na LOA de 2015, que limita teto de 45.582 cargos

Os concursos que já foram autorizados estão mantidos em 2015 e os editais previstos para 2016 preservados. A garantia foi dada pelo Ministério do Planejamento, após o desânimo que se abateu sobre as pessoas que estudam para conquistar um cargo na administração pública. No dia 14, ao anunciar medidas do ajuste fiscal foi incluída a suspensão dos concursos públicos para o próximo ano. Na explicação dada agora pelo Planejamento, concursos de períodos anteriores, inclusive os homologados e aguardando autorização para nomear os aprovados, o Planejamento terão as nomeações mantidas, segundo o número de vagas previsto e dentro do prazo de validade final do certame. Pela Constituição Federal, a validade de um concurso é de até dois anos, prorrogáveis por igual período. As vagas asseguradas estão previstas na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015, que estabelece teto de 45.582 cargos. No caso da proposta de LOA de 2016, a ideia é que os 40.389 cargos, dos quais 25.606 são do Executivo, sejam suspensos. Para garantir a suspensão que, segundo o ministério, proporcionaria economia de R$ 1 bilhão ao Executivo e R$ 500 mil ao Legislativo e Judiciário, o governo terá de alterar os projetos de lei da LOA e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano que vem. Ambas estão no Congresso Nacional para serem apreciadas. Ainda de acordo com o Planejamento, as alterações serão enviadas ao Congresso em breve. (Agências Brasil)

PA_3960_BANNER_500X70_GIMACON_2 (1)

PRF apreende madeira irregular em Jequié

PRF encaminhou ocorrência da apreensão ao Inema em Jequié

PRF encaminhou ocorrência da apreensão ao Inema em Jequié

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu madeira irregular na madrugada deste sábado (19/9). O fato ocorreu no Km 672 da BR 116, durante a operação Rota Segura. Durante a abordagem a um caminhão, os policiais verificaram tratar-se de 12 metros cúbicos de madeira nativa da região da mata atlântica (Vinhático e Jequitibá), que estava sendo transportada. Foi solicitada a documentação de origem da carga tendo o motorista informado que não possuía o Documento de Origem Florestal (DOF) nem a nota fiscal do produto que foi imediatamente apreendido e registrado em boletim de ocorrência.

SWS

Reportagem de site diz ter sido agredida no encontro de prefeitos baianos

Belíssimo resort onde os prefeitos estiveram reunidos em Guarajuba

Belíssimo resort onde os prefeitos estiveram reunidos em Guarajuba

A repórter Juliana Nobre e o repórter fotográfico Gilberto Júnior, que integram a equipe de reportagem do site Bocão News, de Salvador, dizem ter sido alvos de agressões quando chegaram na manhã deste sábado (18/9), ao resort Vila Galé, em Guarajuba, onde estava acontecendo no centro de convenções, o  4º Encontro de Prefeitos organizado pela União dos Municípios da Bahia (UPB). Os dois profissionais que estavam credenciados com antecedência pelos organizadores para cobrir o evento dizem ter sido barrados, inicialmente e impedidos de adentrar o espaço reservado ao evento. “Após longa espera, a entrada foi autorizada, mas os repórteres foram escoltados todo o tempo por assessores da UPB. Registros fotográficos e entrevistas com prefeitos foram praticamente proibido e o tempo de permanência foi estipulado em 40 minutos”, afirmam. Após o prazo dado de permanência pelos organizadores, os repórteres deixaram o local mas as intimidações não cessaram. O fotógrafo foi reprimido por registrar fotos da fachada do hotel de cinco estrelas por um dos assessores da UPB. Ao deixar o local, o carro em que a equipe se encontrava recebeu tapas com a ameaça de um colaboradores da UPB: “Vão embora, se mandem daqui”.  O tratamento dispensado a equipe do Bocão News teria sido resultante de matéria publicada criticando gastos que podem ultrapassar R$ 1 milhão, para a realização do evento em um resort de luxo, com o propósito de discutir a crise nas cidades baianas. As críticas tiveram repercussão no país.  A diretoria da UPB ainda não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido.

PA_3960_BANNER_500X70_GIMACON_2 (1)

Crise do setor fecha 40 concessionárias de veículos na Bahia

Concessionárias fazem promoções para atraírem clientes que andam sumidos

Concessionárias fazem promoções para atraírem clientes que andam sumidos

Como reflexo da crise econômica que atinge todo o país, 40 concessionárias já fecharam as portas na Bahia, resultando na demissão de seis mil trabalhadores. Como reflexo da crise econômica que atinge todo o país, 40 concessionárias já fecharam as portas no estado, resultando na demissão de seis mil trabalhadores. Muitas concessionárias de Salvador chegaram a reduzir o quadro de funcionários em 50%. E a situação deve piorar até o final do ano. De acordo com o presidente do Sindicato das Concessionárias e Distribuidores de Veículos do Estado da Bahia (Sincodiv-BA) e diretor da Regional Bahia da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Raimundo Valeriano, o segmento deve encerrar o ano com 80 concessionárias fechadas em todo o estado, resultando em um montante de 12 mil trabalhadores desempregados. Os dados da Fenabrave mostram que os emplacamentos de carros de passeio e comerciais leves recuaram 18,4% nos primeiros quatro meses deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado.

SWS

Campanha da Closeup gera polêmica ao apostar em beijo gay e beijo triplo

Campanha lançada pela Closeup gera muita polêmica

Campanha lançada pela Closeup gera muita polêmica nas redes sociais

Com uma abordagem mais diversificada e liberal do amor, uma campanha da marca de pasta de dentes Closeup, lançada na quinta-feira (18/7), na rede social Instagram, está causando polêmica na internet. A empresa decidiu quebrar tabus e mostrou casais homossexuais e até adeptos do “poliamor” em momentos de carinho. Em uma das fotos, dois homens aparecem juntos. “Regra única do beijo: duas vontades”, dizia a legenda. “Compartilhar e curtir”, essa é a legenda de outra imagem, onde três mulheres aparecem quase se beijando. As imagens foram alvo de comentários homofóbicos e preconceituosos no Instagram e alguns internautas chegaram a denunciar o perfil da marca. Alguns classificaram a campanha como uma “pouca vergonha” ou “desnecessária”. Entretanto, a maioria dos usuários curtiu a iniciativa da Closeup e elogiou a campanha. “Bela foto”, “Closeup tombou”, “amor é amor” e “consideramos justa toda forma de amor!”, foram alguns dos comentários. No Facebook, a marca respondeu vários internautas dizendo que celebra “esse momento tão único que é o beijo”. A Closeup fez questão de afirmar que a foto não será deletada. “Nós acreditamos que há realmente apenas uma única regra para que duas pessoas se beijem: que as duas tenham vontade”. (Correio)

PA_3960_BANNER_500X70_GIMACON_2 (1)

Docentes de universidades estaduais vão à Justiça contestando lista do governo

Nomes de 37 docentes da Uesb constam na relação da Saeb

Nomes de 37 docentes da Uesb constam na relação da Saeb

Professores que tiveram o nome divulgado em lista da Secretaria Estadual da Administração (Saeb) com 164 docentes suspeitos de ter outro vínculo empregatício, apesar de trabalharem em dedicação exclusiva (DE) em universidades estaduais, afirmaram que pretendem recorrer à Justiça. A alegação dos docentes é de que tiveram o nome “exposto” e que a Corregedoria Geral da Saeb divulgou a relação antes mesmo de ouvi-los. Segundo a Corregedoria Geral da Saeb, foram encontrados “indícios de irregularidades”, com acúmulo “ilegal” de atividades remuneradas. “A Saeb agiu de forma equivocada. Ao invés de nos chamar primeiro, agiu de forma equivocada. Preferiu chamar a atenção da mídia. Vou cobrar dano moral na Justiça”, disse o professor e coordenador do curso de jornalismo da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) Luiz Adolfo de Andrade, em entrevista ao jornal A Tarde. Por meio da assessoria, a Saeb informou que está “à disposição dos professores para prestar esclarecimentos”. Ressaltou ainda, que na sexta-feira (18/9), um grupo de docentes foi recebido pelo corregedor-geral, Luís Henrique Brandão.

SWS

APIB

Índio Tupinambá de Olivença apresenta sua cultura na Escola Maria José Silveira

Indígena relatou sua cultura e costumes aos estudantes

Indígena relatou sua cultura e costumes aos estudantes

Um indígena representando a Vila Tupinambá de Olivença esteve em sala de aula do Colégio Estadual Maria José Lima Silveira, em Jequié, apresentando aos estudantes costumes de seu povo e o modo de vida deles nos dias atuais, bem como, suas tradições mantidas até os dias de hoje. Um momento especial onde os estudantes conheceram de perto a história dos primeiros habitantes de nosso país.

Indígena também relatou adversidades enfrentadas

Indígena também relatou adversidades enfrentadas

Os Tupinambá de Olivença vivem na região de Mata Atlântica, no sul da Bahia. Sua área situa-se a 10 quilômetros ao norte da cidade de Ilhéus e se estende da costa marítima da vila de Olivença até a Serra das Trempes e a Serra do Padeiro. A vila hoje conhecida como Olivença é o local onde, em 1680, foi fundado por missionários jesuítas um aldeamento indígena. Desde então, os Tupinambá residem no território que circunda a vila, nas proximidades do curso de vários rios, entre os quais se destacam os rios Acuípe, Pixixica, Santaninha e Una. Ainda que os Tupinambá de Olivença se considerem muitas vezes “caboclos” ou mesmo “índios civilizados”, isso nunca significou um abandono de sua condição indígena. O Estado retirou-lhes os direitos indígenas diferenciados a partir do fim do século 19, em função das visões restritivas que os órgãos oficiais tinham a respeito de quem era ou não indígena.

Estudantes questionaram e esclareceram suas dúvidas

Estudantes questionaram e esclareceram suas dúvidas sobre o tema

Com a Constituição de 1988 foi criada a abertura legislativa para que as solicitações dos Tupinambá de Olivença, e de outros povos, fossem ouvidas e pudessem ter respaldo. Em 2001, os Tupinambá de Olivença foram reconhecidos oficialmente como indígenas pela Funai. A primeira fase de demarcação do seu território concluiu-se em abril de 2009 com a publicação do resumo do relatório de identificação e delimitação da Terra Indígena Tupinambá de Olivença. Com informações da UMES

PA_3960_BANNER_500X70_GIMACON_2 (1)