Ações da 6ª edição do AbriU Dança na Bahia vão movimentar Jequié

Projeto terá como palco das apresentações será o Centro de Cultura ACM

Coreografias de diversos estilos serão apresentadas, durante a Mostra Coreográfica da 6ª edição do AbriU Dança na Bahia em Jequié. A mostra será realizada, na quarta-feira (26), às 19h30, com ingressos a preços populares: R$ 8 inteira e R$ 4 meia. Integram a programação os grupos da casa, Por Um Fio com a montagem “Sonho de Valsa”, Grupo Institutos com “(In)Pulsos” e a Cia de Dança Estesia com “Ethos Humanos” , além dos artistas da cidade, o público poderá conferir o  solo “Enquadro” de Jordan Fernandes do Espírito Santo; e  a coreografia “Sim, Senhor” da Ékstasis Cia de Dança, de Vitória da Conquista. Os grupos que farão parte da mostra passaram por um processo de seleção. Foram mais  de 400 propostas inscritas, incluindo as cidades participantes: Salvador, Camaçari, Senhor do Bonfim, Jequié e Valença.  Pelo sexto ano consecutivo, o AbriU Dança na Bahia promove diversas ações para celebrar o mês da dança. O projeto visa não apenas as comemorações, mas também qualificar profissionais, promover o intercâmbio e difusão de informações entre artistas. Por isso, além das mostras coreográficas, oferece uma programação pedagógica  com oficinas, palestras e diálogos temáticos, ministrados por profissionais com vasta experiência artística e acadêmica.

No primeiro dia terça-feira (25), ás 8h, o público terá a oportunidade de participar de um diálogo temático sobre Produção e Formação em Dança. No segundo dia, quarta-feira (26), acontece ás 8h, a oficina de Dança Contemporânea com o diretor de espetáculo, coreógrafo e educador Jorge Silva, e às 10h,  a de Danças Populares Brasileiras com a coreógrafa, doutora e mestra em educação e especialista em coreografia,  Amélia Conrado. Todas as atividades serão na Sala Zero da UESB. As inscrições para as oficinas e diálogos são gratuitas e deverão ser feitas pelo site https://abriudancanabahia.wordpress.com/ O Abriu na Dança foi concebido pelo diretor Anderson Rodrigo e conta com a coordenação artística pedagógica de Bruno Jesus e na coordenação de produção Leonardo Luz. Nesta edição foi contemplado pelo Edital Setorial de Dança que conta com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, das Secretarias da Fazenda e de Cultura do Estado da Bahia, por meio da Fundação Cultural do Estado (Funceb).

Lula é o presidenciável com maior potencial de votos, afirma Ibope

Desde o impeachment de Dilma Rousseff, há um ano, a rejeição a Lula caiu 14 pontos

Pesquisa inédita do Ibope mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a ser o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto. Pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam nele com certeza (30%) ou que poderiam votar (17%) se equivalem aos que não votariam de jeito nenhum (51%), considerada a margem de erro A pesquisa foi feita antes de vir a público a lista do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), com as delações de executivos da Odebrecht que acusaram o ex-presidente de corrupção, junto com dezenas de outros políticos. Se a divulgação das denúncias prejudicou a imagem de Lula (e de outros denunciados), não houve tempo de isso ser captado pelo Ibope. Os três principais nomes do PSDB, por sua vez, viram seu potencial de voto diminuir ao longo do último ano e meio. Desde outubro de 2015, a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar no senador Aécio Neves (PSDB-MG) despencou de 41% para 22%. O potencial do senador José Serra (PSDB-SP) caiu de 32% para 25%, e o do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) foi de 29% para 22%. Os três tucanos aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente. O Ibope testou pela primeira vez o potencial do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em uma eleição para presidente. Embora seja muito menos conhecido do que seus colegas de PSDB (44% de desconhecimento, contra 24% de Alckmin e 16% de Serra e Aécio), Doria já tem 24% de eleitores potenciais (metade votaria com certeza), ou seja, tanto quanto os outros tucanos, levando-se em conta a margem de erro. Mas sua vantagem é ter uma rejeição muito menor que a dos concorrentes dentro do partido: 32%. (Estadão Conteúdo)

Vereadores aprovam crédito de R$ 8,4 milhões para Prefeitura pagar terceirizados e transporte escolar

Vereadores foram sensíveis à necessidade da quitação de débitos de 2016 com terceirizados

A Câmara de Vereadores de Jequié, a partir de acordo firmado entre as lideranças dos blocos da maioria e minoria, aprovou por unanimidade na sessão desta quarta-feira (19), autorização para a Prefeitura de Jequié, abrir crédito adicional no orçamento financeiro de 2017, no valor de R$ 8.400 milhões, destinado “a cobrir necessidades de replanejamento dos programas, funções de governo e dotações orçamentárias da Administração Pública Municipal”.

O pedido de crédito especial feito pela Prefeitura, foi de R$ 29.211.712,85, montante não aprovado, de acordo o fixado no parecer conjunto das Comissões de Justiça e Finanças, ao Projeto de Lei 006/17, enviado pelo prefeito Sérgio da Gameleira.  No parecer aprovado, é ressaltado que o Projeto de Lei do Executivo, “se refere a verbas oriundas de ação judicial para liberação de valores através de precatórios do FUNDEB, que possui destinação específica para uso desses recursos”.

O valor aprovado se destina a atender pagamentos de urgências do setor pessoal, especificamente os terceirizados contratados pela Terceira Visão, os prestadores do transporte escolar através da cooperativa e ainda a contribuição Regime Próprio do IPREJ. Os vereadores definiram ainda que a liberação desses recursos “é de inteira responsabilidade do gestor do município, em razão da complexidade de sua liberação em se tratando de recursos oriundos de precatórios, devendo o gestor público encaminhar para o legislativo municipal todas as informações relativas aos processos que deram origem aos precatórios, como também, os valores que foram acordados e liberados para pagamentos de honorários advocatícios”, resguarda-se o legislativo municipal.

Também ficou estabelecido e aprovado pela Câmara de Vereadores, que o Prefeito Municipal fica com a obrigação de remeter ao legislativo, o Quadro de Detalhamento de Despesa-QDD, dos valores que serão utilizados na aplicação do crédito suplementado após os pagamento estabelecidos no detalhamento solicitado.

Prefeitura inicia recuperação da iluminação da Avenida César Borges

Prefeitura substitui lâmpadas antigas por novas

Equipe do setor de iluminação pública da Secretaria de Serviços Públicos da Prefeitura de Jequié iniciou a recuperação do sistema de iluminação  da Avenida César Borges. A reposição das lâmpadas vem sendo feita paulatinamente, trocando as antigas lâmpadas amarelas por outras brancas, com maior poder de luminosidade e menor consumo de energia elétrica, o que ao final, pode gerar menor custo de manutenção para o  município.Alguns postes estavam com as luminárias completamente apagados há anos em função da fiação subterrânea, ter sido roubada em grande extensão. A Avenida César Borges, é reconhecidamente importante eixo de crescimento urbano, com acessos ao bairro Cidade Nova, ao Distrito Industrial no Mandacaru, a BA-587 e as BRs-116 e 330, apesar de não ter sido merecedora de maior atenção nos últimos governos.

Servidores municipais de Jequié aprovam paralisação de 24h no próximo dia 26

Servidores municipais estarão com atividades paralisadas a partir do dia 26

Os servidores públicos municipais de Jequié paralisarão as suas atividade durante 24 horas, no próximo dia 26. A paralisação foi aprovada em assembleia geral extraordinária do Sindicato dos Servidores Municipais-Sinserv, realizada na manhã desta quarta-feira (19), no plenário da Câmara Municipal de Jequié. A decisão em ato de descontentamento pelo não cumprimento do Plano de Cargos, Lei 1992/16 – PCCR, encaminhado em janeiro ao prefeito Sérgio da Gameleira, sem uma resposta até o momento. “A legislação aprovada no ano passado definia o mês de março como referência para o reajuste salarial e a atualização remuneratória dos servidores com base no enquadramento publicado em Diário Oficial. Fato que não ocorreu, descumprindo aquilo que foi referendado entre gestão, sindicato e servidores através da criação da lei do Plano de Cargos”, explica a diretora presidente do Sinserv, Maria Neide Sampaio. O entendimento da diretora sindical é que se faz necessário estabelecer o diálogo entre as partes , mas até o momento a gestão municipal não manifestou a vontade de responder sobre a questão da implementação do PCCR e também o pagamento da diferença salarial. No dia 26, os servidores municipais farão uma concentração em frente ao prédio sede da Prefeitura, trajando roupas na cor preta e não havendo avanço nas negociações foi aprovado um indicativo de greve no da 2 de maio, com avaliação sobre a continuações ou não do movimento. Na assembleia desta quarta a categoria aprovou ainda a participação na Greve Geral que está sendo convocada para o dia 28 deste mês, por entidades sindicais do país.

1º de Maio Premiado em 2017 terá cunho solidário e momento gospel

O Sindcomerciário de Jequié, Fecombase, UGT e CNTC lançam a 6ª edição do 1º de Maio Premiado, evento promovido há seis anos em Jequié para os comerciários e esse ano vem trazendo um projeto de responsabilidade social com arrecadação de leite em pó para ajudar instituições de Jequié.  Esse ano o 1º de Maio Premiado e solidário, tem uma programação diferente do ano anterior e será realizado durante todo o dia 1º de maio no Jequié Tênis Club – JTC, a partir das 9 horas da manhã com apresentações musicais e sorteio de três motos 0 Km e traz ainda mais uma novidade, o momento gospel.

Por se tratar de uma festa comemorativa ao Dia Mundial do Trabalho, o 1º de Maio Premiado e Solidário vem ganhando destaque em suas edições, se tornando a cada ano o maior evento realizado em Jequié por uma representação de classe que reúne mais de mil comerciários.

O Presidente do Sindcomerciário Valdenilton Gomes (Tita) e o Presidente da Fecombase, Márcio Fatel disseram em entrevista que o objetivo do evento além de reunir os comerciários é também um momento de reflexão sobre os avanços da categoria e todas as questões que envolvem direitos do trabalhador. Eles comemoram mais uma realização do evento em Jequié e lançam esse ano o projeto solidário com compromisso de ajudar ao próximo.

As inscrições estão sendo realizadas na sede do Sindicato, na Rua D.Pedro II e nas empresas através de diretores do Sindicomerciários até o dia 28 de abril.

Vereador Careca pede construção de ponte nas proximidades do Elza Leone

Careca quer facilitar interligação entre o a região da Manga de Elza com São Judas Tadeu e Amaralina

A construção de mais uma ponte sobre o Rio Jequiezinho, interligando a Rua da Linha, (imediações do Campo Elza Leone), aos bairros Joaquim Romão e São Judas Tadeu, está sendo proposta através requerimento de autoria do vereador Admilson Careca (PSC).  “A população necessita de melhorias de tráfego nessa região com a criação de novas rotas seguras e viáveis”, justifica,  o vereador, ao afirmar que a mesma a construção dessa via irá  facilitar não apenas os deslocamentos dos moradores, comerciantes e prestadores de serviços dessas localidades, além de reduzir também o acesso ao centro comercial da cidade, estabelecimentos comerciais, faculdades e a rede hospitalar e de saúde públicos e privados. Careca, enfatiza ainda em sua proposta que a construção dessa nova ponte trará benefícios para a comunidade pelo encurtamento da distância atualmente percorrida pelos moradores, aliviando o trânsito tanto do Centro, como do Poliduto, trajeto geralmente utilizado para chegar até os locais mencionados anteriormente.

‘São João de Itagibá ameaçado de não acontecer”, diz Gilson Fonseca

Prefeito Gilson Fonseca diz que situação financeira da Prefeitura é crítica

O São João público de Itagibá festa com 40 anos de tradição considerado um dos principais roteiros de festas juninas da Bahia, está ameaçado de não acontecer em 2017. A informação foi dada pelo prefeito Gilson Fonseca, em entrevista ao Blog Lu Lélis Notícias, na qual o prefeito alega dificuldades financeiras, “não só a crise que afeta o País, mas os débitos deixados pela gestão anterior, que nos deixou estarrecidos”, justifica. Gilson Fonseca que exerce o seu terceiro mandato de prefeito, disse que vem trabalhando no vermelho e que as verbas estão sendo sequestradas, para pagamento de parcelas do débito com o  INSS, em torno de R$ 1,1 milhão em três meses.  Ainda sem descartar  totalmente a promoção da festa, a esperança dada pelo prefeito Gilson Fonseca  na festa, é de que se for realizar alguma coisa, “será uma Vila Cultural para as escolas manterem a tradição, além da expectativa de que venha uma verba que cubra os gastos”, concluiu o prefeito.

Coronel defende deputados estaduais citados na Lista da Fachin

Ângelo Coronel afirmou que deputados receberam doações na época legais

“Eu fico até apreensivo. Tem muito sensacionalismo em torno de alguns nomes. Os três parlamentares da Alba me mostraram as doações oficiais registradas no site do TSE. Você não pode achar que todos estes que estão na lista são criminosos. Se a empresa doou oficialmente e você registrou, consequentemente, o dinheiro passa ser legal. Até as eleições antepassadas isso era permitido. Na eleição passada não era permitido. Não podemos misturar que todos esses citados são criminoso. Aquele que realmente meteu a mão na cumbuca com gosto de gás, aí merece ser punido”, disse o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Ângelo Coronel (PSD), em defesa dos deputados estaduais Adolfo Viana (PSDB), Leur Lomanto Júnior (PMDB) e Marcelo Nilo (PSL), citados na lista do Ministro Edson  Fachin, do Superior Tribunal Federal (STF). Coronel defendeu os colegas parlamentares em entrevista, a uma emissora de rádio de Salvador na noite de terça, 18.

Reajuste médio de 3% na tarifa de energia da Coelba

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu na terça-feira (18) as novas tarifas aplicadas pela Coelba, que entram em vigor a partir do dia 22 de abril, com um aumento médio de 3%. A mudança, de acordo com a concessionária, deve começar a ser percebida pelos quase seis milhões de clientes nas faturas recebidas a partir de maio. Para os consumidores residenciais, o aumento da tarifa será de 2,77%. No caso dos clientes industriais e comerciais de médio e grande porte, o reajuste médio será de 3,5%. Segundo a Coelba, a concessionária encaminha para a Aneel as informações necessárias para o cálculo da tarifa, mas o reajuste segue uma fórmula em que a parcela referente ao serviço de distribuição é atualizado. Além dos valores fixados pela Aneel, também são cobrados na conta de energia os impostos, como ICMS, PIS e Cofins, além das Bandeiras Tarifárias. Este mês, por exemplo, a bandeira vigente é a Vermelha Patamar 1, que aumenta R$ 3 a cada 100kWh. Nas contas de luz, os consumidores ainda pagam a  Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que é repassada às prefeituras municipais. Apesar do valor estar abaixo da inflação, que fechou o ano de 2016 em 6,29%, o reajuste não foi visto com bons olhos pelo segmento industrial.