Ministro das Cidades entrega pedido de exoneração ao presidente Temer

Ministro Bruno Araújo está no terceiro mandato de deputado federal pelo PSDB de Pernambuco

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), encaminhou nesta segunda-feira (13) ao presidente Michel Temer uma carta pedindo demissão do governo federal. O pedido de exoneração se deu em meio ao racha político no PSDB, que está dividido entre uma ala que defende a permanência no governo federal e outra que quer desembarcar da gestão peemedebista. A desarmonia tucana se intensificou durante a tramitação, na Câmara dos Deputados, da segunda denúncia do Ministério Público contra Temer. Na semana passada, com a destituição do senador Tasso Jereissati (CE) do comando interino do PSDB, a briga entre as correntes do partido ganhou ares de crise. Na carta de demissão, Bruno Araújo agradeceu ao presidente da República a oportunidade de comandar a pasta responsável, entre outras coisas, pelo programa Minha Casa, Minha Vida e justificou a saída do governo ao fato de, segundo ele, já não haver dentro do PSDB “apoio no tamanho que permita seguir nesta tarefa”.

Policiais civis realizam manifestação na Assembleia Legislativa nesta terça, 14

Policiais Civis aprovaram “ocupação” da ALBA em assembleia realizada na sexta (10) em Salvador

Com faixas, cartazes, apitaço e carro de som, policiais civis baianos, da capital e interior, vão realizar uma manifestação, na manhã desta terça-feira (14), a partir das 9hs, na entrada da Assembleia Legislativa, em Salvador, com o objetivo de pressionar os deputados estaduais a incluir quatro emendas ao Projeto- Lei 22.549/2017 que  altera a estrutura remuneratória dos policiais civis e militares. A categoria reivindica que o Governo do Estado conceda  o mesmo reajuste do vencimento também na GAPJ e GAJ ; reajuste do auxílio Alimentação; integridade da Aposentadoria Especial e o Pagamento da GAPJ GAJ 4 para os novos policiais. As entidades que representam todas as carreiras da Polícia Civil como o SINDPOC, ADPEB, SINDPEPI, ASBAC, ASSIPOC, AEPEB, SINDIMOBA, AFPEB estarão presentes ao ato político. O Vice-Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, diz em nota publicada no site oficial do SINDIPOC, que a manifestação tem como objetivo mostrar os representantes do Legislativo que esse projeto enviado pelo Governo frustra os policiais e não está de acordo com as demandas da categoria. “O projeto não faz a correção das perdas inflacionárias dos últimos 3 anos que correspondem a 30% de perda salarial e o valor que consta no Projeto faz a correção apenas dos vencimentos, não corrige  as gratificações”. O sindicalista lembra ainda, que o Auxílio- alimentação, atualmente, no valor de R$9,00, não consegue pagar a refeição do policial. ”O servidor tem que complementar com o próprio salário”, critica Lopes.

Funcionário é condenado a pagar R$ 8,5 mil a empresa no 1º dia da reforma trabalhista

O funcionário de uma empresa do ramo agropecuário na Bahia sentiu os efeitos da reforma trabalhista no dia em que a nova legislação entrou em vigor, no último sábado, 11. Ele foi condenado a pagar R$ 8,5 mil para custear a ação movida contra a antiga empresa, após o juiz José Cairo Júnior, da 3ª Vara de Ilhéus, entender que houve má-fé por parte do trabalhador. O autor da ação, que não teve o nome revelado, recorreu à Justiça baiana para processar a empresa que, segundo ele, teria responsabilidade sobre um assalto à mão armada sofrido antes de ir para o trabalho. A indenização pretendida era de R$ 50 mil. Entretanto, o crime teria ocorrido durante a madrugada – visto que o boletim de ocorrência foi registrado às 6h10 -, dentro da casa do funcionário e não no seu trajeto para o trabalho.Para justificar sua decisão, o juiz afirmou que “não há como atribuir ao empregador a responsabilidade pelo aumento da criminalidade em determinada localidade, pois essa situação não está sob seu controle”.

Além das questões envolvendo o assalto, o trabalhador teria afirmado que a empresa não cumpria com a concessão do tempo mínimo de descanso diário incluído na carga horária. Mas, em seu depoimento, o próprio informou que trabalhava de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 16h, e aos sábados, até as 11h, o que implicou no indeferimento do pedido de horas extras e no reconhecimento de mais uma situação classificada como “litigância de má-fé”. Por conta disto, o trabalhador foi condenado a pagar R$ 1 mil pelas custas do próprio pedido, R$ 5 mil pelos honorários dos advogados da empresa e mais R$ 2,5 mil pela conduta de má-fé. A defesa pode recorrer da decisão, cuja pena aplicada é permitida pelo artigo 793-B da reforma trabalhista. (A Tarde)

Chuva alaga, obstrui ruas e invade casas em Jequié; Prefeitura diz que nenhum registro grave

Praça da Bandeira com alagamento e remoção do pavimento

A chuva iniciada na noite de domingo (12) e que ganhou maior intensidade na manhã desta segunda-feira (13) avolumou antigos e recorrentes problemas da cidade de Jequié. Galerias de esgotos entupidas e extravasando, ruas alagadas e obstruídas, trânsito interrompido em vários locais e casas em diversos bairros invadidas pelas enxurradas.

Praça da feira do Joaquim Romão completamente alagada

Nada grave – Divulgada nota oficial pela Prefeitura, dando conta de que a chuva forte desta segunda-feira (13), não havia registrado até as 12h50 ocorrências graves. “Não houve registro de deslizamento de terra, queda de barreira ou desmoronamento de imóveis, de qualquer natureza”, diz a nota. A fonte oficial informa que a Prefeitura de Jequié mantem em regime de plantão, ininterrupto, a Ouvidoria Geral do município e qualquer solicitação de atendimento ou registro, o cidadão deve ligar para 0800 071 1710. A ligação é gratuita.

Agentes Comunitários de Saúde reivindicam aprovação da PEC 22/11

Deputado Antonio Brito esteve presente ao lado dos ACS em Ribeira da Pombal

Mais de 300 agentes comunitários de saúde (ACS) e de combate às endemias (ACE) de toda a Bahia se reuniram, nesta segunda-feira (13), em Ribeira do Pombal, para debater as leis que estão em curso para a regulamentação e valorização da categoria. O encontro, que teve a participação do deputado federal Antonio Brito (PSD-BA), da presidente da Confederação Nacional da categoria, Hilda Angélica, da presidente do sindicato Regional, Maria José Aragão, e do vereador Fábio de Nadja, teve como centro das reivindicações a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional 22/2011. A PEC prevê diretrizes para os planos de carreira dos agentes de saúde e de combate às endemias. A proposta ainda será analisada pelo Plenário da Câmara. Os agentes também reivindicam o Projeto de Lei 6.437/16, que dispõe sobre as atribuições das profissões do ACS e do ACE. “Estarei, no Congresso Nacional, endossando a luta dos agentes comunitários de Saúde e Combate às Endemias”, declarou Antonio Brito. Também estiveram presentes a advogada da Conacs, Elane Alves e representantes de diversos sindicatos da categoria no Estado.

Moradores do Residencial Cachoeirinha 3 têm casas inundadas pela água da chuva

Moradores do Residencial Cachoeirinha 3 têm casas inundadas nesta segunda-feira (13), em Jequié. (Foto: reprodução).

A chuva desta manhã de segunda-feira (13), já apresenta consequências em casas no residencial Cachoeirinha 3, no bairro Jequiezinho. Para ajudar à população, uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social será encaminhada ao local para acompanhar as residências das famílias que foram atingidas, porque muitos reclamam que não querem mais morar no local.Segundo testemunhas, durante o período intenso de chuvas na região, as casas  que ficam na parte baixa do residencial são afetadas, e por conta disso, alguns imóveis apresentam rachaduras, e móveis dos moradores também se encontram em estado ruim, por conta das inundações. Para atender aos chamados, equipes da Defesa Civil já foram acionadas e ainda não há ocorrência do 8° Grupamento de Bombeiros na cidade até o momento.

Prefeitura de Anagé repudia ‘montanha’ de lixo no meio da rua; imagem viralizou nas redes sociais

Imagem de ‘montanha de lixo’ viralizou em redes sociais. (Foto: Blog do Rodrigo Ferraz).

Uma imagem da cidade de Anagé, cidade do interior da Bahia, viralizou nas redes sociais na última semana e se tornou um dos assuntos mais comentados da região. Segundo testemunhas, contrariado por conta do atraso no pagamento da Prefeitura com relação ao serviço de coleta, um homem jogou uma ‘montanha’ de lixo em frente ao prédio da Prefeitura Municipal da cidade, que fica localizada a 50 km de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

Para esclarecer o assunto, a Prefeitura de Anagé divulgou uma nota: “A prefeita de Anagé, Elen Zite, repudiou na última quinta-feira (9) um ato de vandalismo praticado por um funcionário da empresa que presta serviço de limpeza na cidade. De acordo com populares o funcionário que dirigia o caminhão da empresa não aparentava sinais de equilíbrio quando cometeu o ato. De acordo com a prefeita Dr. Elen Zite esse tipo de ação só prejudica a cidade e os moradores de Anagé. “Todos os municípios da Bahia estão passando dificuldades por queda na arrecadação e pela crise que assola o país, no entanto, estamos ajustando as contas de Anagé e vamos equilibrar os vencimentos. Agora não podemos aceitar que um cidadão cometa esse tipo de crime contra o patrimônio público. Já entramos com uma representação na justiça para que seja apurado e punido com os rigores da lei”, afirmou a nota. A empresa que presta serviço a prefeitura repudiou o ato formalmente e prometeu apurar o ocorrido”.

Policiais federais combatem fraudes na Previdência em Salvador

Operação “Contrafeito” é iniciada nesta segunda-feira na capital baiana. Foto: Polícia Federal.

Uma operação da Polícia Federal (PF), iniciada na manhã desta segunda-feira (13), em Salvador, visa o combate da atuação de um grupo criminoso especializado em fraudes da Previdência Social na capital baiana, que segundo a PF, já causou um rombo no valor de R$ 500 mil. Intitulada de “Contrafeito”, a operação é realizada por 50 policiais federais e 12 servidores do Núcleo de Inteligência Previdenciária da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda. 

De acordo com informações coletadas no A Tarde, os policiais executam nove mandados de busca e apreensão em locais não informados pela PF. De acordo com as investigações, os envolvidos nas fraudes deram entrada em processos de requerimento para aquisição dos benefícios previdenciários com documentos falsos. Eles atuavam desde o ano de 2012 no estado da Bahia e contavam também com o auxílio de servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para conceder relatórios e exames médicos falsificados.

Os acusados no esquema poderão responder pelos crimes de estelionato contra à Previdência, previstos no Art. 171 §3 e Art. 288 do Código Penal, que preveem pena de um a 5 anos de reclusão, além da multa.

Segunda-feira começa com chuva em Jequié; Confira a previsão do tempo para a semana

Previsão do tempo indica tempo chuvoso para esta semana em Jequié. (Foto: previsão do tempo).

A segunda-feira começa com chuva em Jequié, com temperatura mínima de 22° graus e máxima de 29° apontada pelos termômetros. Para a professora Rita Menezes, o período de chuvas no município deixa ruas alagadas, e em muitos casos causa a impossibilidade de ir ao trabalho, ir a escola. “Por esse motivo não tem aulas em muitos colégios e o calendário escolar acaba sendo prejudicado. É um caso da Prefeitura melhorar a infraestrutura da nossa cidade”, alertou a educadora. Segundo a previsão do tempo, a semana indica céu nublado e tempo chuvoso, de segunda a quinta-feira, com previsão de temperaturas mais elevadas somente para o próximo fim de semana.

Previsão do tempo indica céu nublado e chuva durante a semana.

Ônibus é incendiado em Ipiaú

Ônibus foi incendiado no domingo (12) em Ipiaú. (Foto: Giro em Ipiaú).

Um ônibus, que era utilizado para transportes de alunos da zona rural de Ipiaú e para fretes foi incendiado na madrugada desse domingo (12), na Avenida Benedito Lessa, no centro da cidade de Ipiaú. De acordo com o proprietário, Cláudio Costa, o veículo estava estacionado próximo a uma oficina para reparos quando a ação aconteceu. “Estava esperando uma peça chegar, uma turbina. Aí essa madrugada atearam fogo”. O proprietário acredita que o ônibus tenha sido alvo de um ataque criminoso: “O ônibus estava parado há algum tempo e sem as baterias, então não tinha como causar centelhas… houve maldade”. O caso ainda será investigado pela Polícia Civil de Ipiaú. Não há informações sobre os supostos envolvidos nem a motivação do crime.